Governo anuncia fim do processo de desocupação das escolas

Governador em exercício determinou que Seduce e Segplan façam levantamento dos prejuízos provocados pelas ocupações, para responsabilização dos envolvidos

Algumas unidades, como o IEG, ficaram depredadas após as ocupações | Foto: Leo Iran

Algumas unidades, como o IEG, ficaram depredadas após as ocupações | Foto: Leo Iran

A desocupação dos colégios estaduais Instituto de Educação de Goiás (Goiânia) e Américo Borges de Carvalho (Anápolis), nesta sexta-feira (19/2), encerra o processo de ocupação de escolas e restabelece, de acordo com o Governo Estadual, a normalidade total do ano letivo da Educação.

O governador em exercício, José Eliton (PSDB), determinou, na manhã deste sábado (20), que a Seduce e a Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) façam um levantamento completo dos prejuízos provocados pelas ocupações, para apuração e responsabilização de quem de direito.

Em nota, o governo destacou a gestão por OSs: “Com o programa de gestão compartilhada, o Governo de Goiás vai avançar ainda mais no aperfeiçoamento da infraestrutura das escolas, para que a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) promova um novo salto qualitativo no ensino-aprendizagem no Estado”.

“Conforme afirmado desde o início, essas escolas se manterão públicas e gratuitas, sem a cobrança de matrículas ou quaisquer taxas; os professores serão mantidos e valorizados; e a gestão escolar continuará sendo discutida e promovida em conjunto com a comunidade”, acrescenta o comunicado.

Por fim, o Governo “Reafirma que se mantém aberto ao diálogo para que, juntos – poder público, sociedade e comunidade escolar –, possamos melhorar ainda mais a qualidade da Educação de nossos estudantes”. “O pleno desenvolvimento humano só será possível se a administração pública e a sociedade estiverem dispostos a melhorar permanentemente a Educação Pública de Goiás e do Brasil”, completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.