Governo anuncia bloqueio de R$ 1,44 bi, mas não cita ministérios afetados

Medida já havia sido adiantada por Bolsonaro no último fim de semana. Segundo ele, contigenciamento poderá ser aplicado em apenas uma pasta

Foto: reprodução

O Governo Federal por meio do Ministério da Economia anunciou nesta segunda-feira, 22, mais uma série de contingenciamentos na nova edição do Relatório Bimestral de Receitas e Despesas. Inicialmente, sem citar quais serão as pastas afetadas, o governo se restringiu a apontar que serão R$ 1,44 bilhões em contingenciamento.

A medida se dá após a revisão do Ministério apontar para baixo a expectativa de crescimento da economia neste ano. O objetivo seria tentar, a partir da contenção de despesas, atingir a meta do déficit primário, despesas maiores do que receitas, que neste ano ficou estabelecido em R$ 139 bilhões.

O anúncio de bloqueio foi adiantado no sábado por Bolsonaro, que disse em entrevista que o contingenciamento poderia ocorrer em um único ministério.

“O que estamos decidindo com a equipe econômica é se, em vez de cortar de sete ou oito ministérios, cortamos de um ministério só. Estou sendo obrigado a decidir por um filho. Se não fizer isso, eu pedalo. Eu entro na Lei de responsabilidade fiscal. O impeachment contra mim”, afirmou na entrevista.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.