Governador sanciona projeto GoiásTec – Ensino Médio ao Alcance de Todos

Programa de mediação tecnológica visa oferecer ensino em unidades escolares da zona rural, distritos e regiões de difícil

O projeto GoiásTec – Ensino Médio ao Alcance de Todos que prevê o uso de tecnologias para garantir a educação nos lugares mais remotos, implantado em fevereiro por meio de decreto estadual, agora virou lei com a sanção do governador Ronaldo Caiado (DEM). Publicada no Diário Oficial desta quinta-feira, 9, a lei 20.802 é de iniciativa do governo de Goiás.

O GoiásTec visa, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), oferecer Ensino Médio em unidades escolares da zona rural, distritos e regiões de difícil acesso, ou com falta de professores de áreas específicas de conhecimento, por meio da transmissão ao vivo de aulas via satélite.

“Com o GoiásTec, podemos levar aprendizagem para todos os cantos do Estado, independente da quantidade de alunos que lá esteja, e garantimos professores especialistas para dar a melhor aula para os estudantes. É um projeto ousado e inovador que assegura a educação para todos”, pontua a secretária Gavioli.

Professor mediador

Neste modelo, os estudantes continuam indo à escola, mas as salas de aula são interativas, equipadas para o acesso às aulas transmitidas via satélite. Os alunos são acompanhados por um professor mediador, que tem o papel de auxiliar os educandos e garantir a comunicação deles, via chat, com o professor do estúdio de gravação.

Em Cavalcante, na região Norte do Estado, por exemplo, o professor João Francisco Maia, da Escola Estadual Calunga I, extensão Joselina Francisco Maia, foi até a casa dos seus estudantes, no povoado Engenho II, para entregar atividades impressas. Além da entrega de materiais, o professor acompanha os alunos por WhatsApp, enviando vídeoaulas e sanando dúvidas.

No GoiásTec, aluno cumpre a mesma carga horária e vai à escola normalmente

“No EaD, o aluno estuda por plataforma, não tem contato direto com professor. Já no GoiásTec, ele cumpre a mesma carga horária e vai à escola normalmente, todos os dias. O estudante tem o professor mediador, em sala de aula, e o professor de estúdio, habilitado naquela área de conhecimento, com mestrado ou até doutorado”, ressalta o superintendente de Ensino Médio da Seduc, Osvany Gundim.

Devido à suspensão das aulas presenciais em meados de março, por conta da pandemia do coronavírus, o GoiásTec teve de ser adaptado para o regime especial de aulas não presenciais. As equipes pedagógicas têm disponibilizado materiais impressos estruturados e realizado atendimento on-line para que os estudantes prossigam com a rotina de estudos em casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.