Governador Marconi Perillo assina contrato de gestão com OS que cuidará do Credeq de Aparecida de Goiânia

Outras quatro cidades do interior contarão com unidades para o tratamento de dependentes químicos

destaque

Foto: Thiago Araújo/Jornal Opção

O governador Marconi Perillo (PSDB) assinou na manhã desta terça-feira (17/6) o contrato de gestão com a Associação Comunidade Luz da Vida, que assumirá o Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) de Aparecida de Goiânia, previsto para ser inaugurada no segundo semestre deste ano.

Em coletiva de imprensa antes da assinatura do documento com a Organização Social  (OS), o governador afirmou que as unidades do Credeq serão uma vitrine para o resto do Brasil, pois se trata de uma iniciativa pública para o tratamento de dependentes químicos de drogas lícitas e ilícitas.

O governo do Estado vai construir um total de cinco unidades do Credeq, e segundo o governador, o processo de construção das unidades está adiantado. Também serão construídas unidades do centro de tratamento em Morrinhos, Caldas Novas, Quirinópolis e Goianésia.

A implantação dos Credeqs serão, segundo o governador, uma quebra de paradigmas. “Será uma revolução, pois todos os governos precisam atuar cada vez mais na prevenção de drogas, na repressão ao crime organizado, principalmente no tráfico de drogas, mas precisa também cuidar de quem está na dependência”, disse Marconi Perillo.

Os tratamentos dos usuários de substâncias químicas nas unidades do Credeq serão feitos sem custo. “Essas unidades, serão as primeiras meditas reais para que o tratamento de dependentes seja feito com eficiência, principalmente para as famílias de baixa renda”, acredita o governador, que também já autorizou que o secretário da Saúde do Estado, Halim Girade, abra novas vagas nas unidades do projeto.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada em junho de 2013, o número de jovens que vivem nas capitais brasileiras e que já experimentaram drogas ilícitas chegou a 9,9%, o que equivale a pouco mais de 312 mil jovens. Em 2009 a proporção de jovens que experimentaram alguma droga ilícita era de 8,7%. E no caso de drogas lícitas, segundo os dados do instituto, 70,5% já experimentaram alguma bebida alcoólica, ou seja, sete em cada dez jovens. “O projeto de tratamento de dependentes químicos é fundamental para os dias de hoje”, finalizou o governador Marconi Perillo.

O Credeq de Aparecida terá capacidade para 2.142 consultas em psiquiatria, clínica geral e pediatria e 10 mil atendimentos multidisciplinares mensais. Em internação, serão 96 vagas, com tempo de permanência de até 90 dias. A unidade está com 70% das obras concluídas, com previsão de término para julho.

Leia mais:
Credeq de Caldas Novas deve ser entregue no final de 2014

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.