Governador entrega leitos de UTI no HCamp de Porangatu, os primeiros do Norte goiano

Estado fará repasse de R$ 4,1 milhões à Prefeitura para manutenção dos leitos pelos próximos seis meses

Caiado inaugura HCamp em Porangatu | Foto: Ascom

O governador Ronaldo Caiado ativou 24 leitos, sendo 10 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 14 de enfermaria, no Hospital de Campanha de Porangatu, que está funcionando na unidade municipal nesta sexta-feira, 29.

Todos serão dedicados exclusivamente ao tratamento de pacientes com Covid-19. Essas são as primeiras UTIs em funcionamento no Norte goiano. “Significa humanização da saúde e respeito à vida. Ter um suporte desse aqui nesta região, no limite da fronteira de Goiás, é fundamental. Estou desenvolvendo uma política de regionalizar a Saúde”, afirmou Caiado.

O governador ressaltou que os moradores do extremo Norte do Estado não podem ficar reféns da chamada ‘ambulancioterapia’, prática que perdurou nas gestões passadas, quando o paciente, em casos mais graves, era colocado na ambulância e transferido para Goiânia em busca de suporte de UTI.

“É muito importante essa estrutura para as pessoas que estão na região, que teriam que andar 500 quilômetros de ambulância. Precisamos recuperar nossas regiões, fazer uma medicina de qualidade”, acrescentou.

O objetivo inicial é ofertar leitos hospitalares para o manejo dos casos moderados e graves da Covid-19. A unidade deverá atender, prioritariamente, a macrorregião Norte, que tem população aproximada 1,1 milhão de habitantes.

Os novos leitos entram em funcionamento com a parceria firmada entre o Governo de Goiás, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES), e a prefeitura municipal.

Com portaria de repasse fundo a fundo, a SES vai transferir para o município R$ 4,1 milhões durante seis meses, ou seja, R$ 684,3 mil mensais. O primeiro repasse previsto para segunda-feira, 1, foi antecipado.

A unidade também terá repasse do governo federal, por meio do Ministério da Saúde. É que a portaria ministerial 568 prevê o custeio para a habilitação temporária de leitos de UTI Adulto e Pediátrico para atendimento exclusivo de pacientes com a Covid-19. A complementação será com uma diária de R$ 1.600 por leito.

Nova ampliação
De acordo com o secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, a previsão é que na próxima semana os atendimentos à Covid-19 seja ampliado.

Está programada a ativação de outros 31 leitos, sendo 17 de enfermaria e mais 14 de UTI na mesma unidade. Com isso o hospital chegará a sua capacidade máxima com 55 leitos – 31 de enfermaria e 24 de UTI.

“Essa unidade é absolutamente importante, estratégica e ficará para a população. O governador e eu não perdemos o foco nesta pandemia, que é fazer estruturas que fiquem como legado. É dessa forma que a Saúde precisa ser estruturada”, destacou o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.