Presidentes dos poderes estaduais vão se reunir com Ministério da Economia sobre situação fiscal de Goiás

Governador visa à inclusão de Goiás no RRF ou, caso não seja viável, no Plano Mansueto

Ronaldo Caiado e Lissauer Vieira | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O governador Ronaldo Caiado (DEM) informou na manhã desta quarta-feira, 22, que irá se reunir com os presidentes dos Poderes do Estado junto ao substituto do ministro da Economia, Paulo Guedes, para abordar a situação fiscal de Goiás.

Segundo ele, estarão presentes representantes da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), do Tribuna de Justiça de Goiás (TJ-GO), do Ministério Público de Goiás (MP-GO), do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e da Corregedoria-Geral do Estado (CGE).

O encontro, marcado para às 18h30 desta quarta, tem o objetivo de buscar uma solução para as finanças do Estado. “Todos sabemos da situação, nós não pagamos quase R$ 270 milhões por mês de dívidas que temos com os bancos e o Tesouro e é lógico que isso não pode continuar sem que haja uma negociação definitiva”, defendeu Caiado.

O governador visa à inclusão de Goiás no Regime de Recuperação Fiscal (RRF), que suspende a dívida com o Governo Federal por um tempo longo e permite o pleito a empréstimos, ou, caso não seja viável, no Plano Mansueto. “Temos que achar solução para Goiás, não podemos continuar nesse processo de indecisão e de total inviabilidade fiscal do Estado, como nós o recebemos”, disse o democrata.

O governo de Goiás visa à adesão ao RRF desde o início da gestão. Mas ainda não havia preenchido os requisitos necessários. No meio do ano, no entanto, o ministro Gilmar Mendes autorizou a suspensão da dívida por seis meses. Com o prazo chegando ao fim, o governador corre para conseguir a adesão. Na Assembleia Legislativa de Goiás já foram aprovadas leis que exigidas pelo programa.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.