Governador autoriza inclusão da OCB e da Adial na Junta Comercial

Eliton anunciou medida durante seminário promovido pela Organização das Cooperativas do Brasil nesta terça (28)

Divulgação

Atendendo a um antigo anseio das cooperativas goianas, o governador José Eliton assinou, na manhã desta terça-feira (28), projeto de Lei que altera a Lei 13.802 que dispõe sobre a composição da Junta Comercial do Estado de Goiás – Juceg  – que tem por finalidade elevar de 13 para 15 o número de vogais que compõe a entidade, contemplando representantes da Organização das Cooperativas do Brasil- OCB-GO – e também da Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial)).

“Nada mais justo do que um representante dessas entidades ter assento naquela casa para ajudar a desburocratizar os processos. Antes passavam-se vários dias entre o início do processo e o deferimento final dos documentos que habilitam o empreendedor à atividade comercial. Hoje, temos na média 22 horas entre o protocolo de pedido de abertura e o deferimento”, comemorou o governador.

José Eliton reconheceu que há “um desafio gigantesco relacionado ao fechamento de uma empresa” por ele considerado monumental tanto em Goiás como em todo o Brasil. “Temos buscado aperfeiçoar processos de modo a dar mais agilidade a esses procedimentos”, garantiu.

A assinatura da mensagem deu-se durante a solenidade de abertura do 3º Seminário de Excelência em Gestão, promovido pelo Sistema OCB/SESCOOP-GO (Organização das Cooperativas do Brasil/Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Estado de Goiás), na sede da entidade, no Jardim Goiás. Na ocasião, o governador recebeu do presidente da OCB-GO, Joaquim Guilherme Barbosa de Souza, e dos demais conselheiros da instituição, documento com sugestões e expectativas do setor cooperativista para a gestão 2019/2022.

Ele anunciou ainda que estava determinando à Secretaria do Trabalho que agilize a instalação do Conselho Estadual do Cooperativismo, “uma demanda histórica desse segmento”.

Nesta 3ª edição, o Seminário Goiano de Excelência em Gestão tem a presença de representantes dos dois principais sistemas financeiros cooperativos do País, para debater se o ramo de crédito pode apoiar a intercooperação para o desenvolvimento sustentável de sua cooperativa.

O objetivo é discutir e trocar experiências sobre a importância da excelência da Gestão e Governança para o desenvolvimento sustentável das cooperativas goianas. Os participantes foram orientados a fazer uma autoavaliação da cooperativa baseada no Modelo de Excelência de Gestão.

A OCB-GO tem hoje 215 cooperativas registradas, o que demonstra um crescimento contínuo do setor, que em 2017 empregou 11.108 pessoas, ou seja, 8,58% a mais que no ano anterior.

O total de cooperados foi de 195.585, um aumento de 12,92% se comparado com o ano anterior. De acordo com o último censo realizado pela OCB-GO, as cooperativas goianas somam um capital social de R$ 3,094 bilhões e um patrimônio líquido de R$ 4,921 bilhões. A receita global das cooperativas goianas foi de R$ 9,631 bilhões. Os impostos e as taxas geradoras somaram R$ 240,479 milhões.

Deixe um comentário