Governador adota medidas para amenizar efeitos da paralisação temporária da Votorantim

Em Niquelândia, Marconi Perillo (PSDB) entregou Cheques Mais Moradia, licenças de pesca de tilápia e determinou que seja recuperado o asfalto e a rede de esgoto da região

Desde a paralisação das atividades da Votorantim, o governador tem articulado soluções para o momento que Niquelândia enfrenta | Foto: Eduardo Ferreira

Desde a paralisação das atividades da Votorantim, o governador tem articulado soluções para o momento que Niquelândia enfrenta | Foto: Eduardo Ferreira

O governador Marconi Perillo (PSDB) autorizou nesta sexta-feira (29/4), durante visita ao município de Niquelândia, na Região Norte de Goiás, a entrega de cem Cheques Mais Moradia, concedeu licenças de pesca de tilápia e ordenou a recuperação asfáltica e a expansão da rede de esgoto da região. Ele ainda firmou o chamado Pacto de Niquelândia, um termo de cooperação com empresas do município para promover avanços na economia local.

De acordo com o tucano, as medidas fazem parte de um pacote de ações que visa amenizar os efeitos da paralisação temporária da Votorantim Metais no município, por conta da queda do preço das commodities no mercado internacional.

Desde o anúncio de suspensão das atividades, o governador tem trabalhado junto aos empresários locais para encontrar  alternativas de geração de emprego e renda. “Essa ajuda que o governador traz para Niquelândia é muito positiva para a cidade. Vai movimentar nossa economia”, salientou o prefeito da cidade, Luiz Teixeira Chaves (PMDB).

Marconi, que foi recepcionado por vereadores, agricultores, empresários e moradores da cidade na sua chegada à quadra de esportes do SESI/SENAI, onde anunciou as ordens de serviço, ressaltou sua alegria de voltar a Niquelândia trazendo boas notícias.

“Desde 2002 estamos em busca destas licenças para o setor de piscicultura em Serra da Mesa e Cana Brava. Isso agora vai gerar um enorme desenvolvimento econômico para a Niquelândia. Queremos, em 60 dias, que as famílias já estejam aptas a iniciar suas atividades”, afirmou o tucano.

A piscicultura e o turismo foram detectados como potencialidades de Niquelândia, capazes de gerar emprego e renda a curto e médio prazos, conforme estudos realizados pelo governo nos últimos meses, informou o governador.

“A OMS recomenda o consumo de 12 quilos de peixe por uma pessoa por ano. O brasileiro consome 9 quilos e o goiano, 4 quilos. Temos mercado para isso e condições de termos bons criadouros. Nesse momento de crise e de paralisação da Votorantim, será importante o início desta atividade.”

Marconi recebeu um documento do representante do Sebrae local, com ações de cooperação e parceria com a iniciativa privada. “Queremos um planejamento participativo e integrado para que Niquelândia continue sendo este canteiro de obras e referência para o Brasil”, disse.

Para o saneamento local, foi autorizada a construção de 79 mil metros de extensão de rede coletora de esgoto, que vai beneficiar 6.584 domicílios. O valor investido é de R$ 18,8 milhões. “O atendimento da rede coletora de esgoto em Niquelândia vai saltar de 27% da população para 80%”, frisou. As rodovias da região, por sua vez, serão recuperadas pela Patrulha do Desenvolvimento Regional, programada para garantir o acesso a pontos turísticos da cidade.

O secretário Vilmar Rocha (Secima) classificou as ações anunciadas pelo governador como o início de uma série de melhorias que Niquelândia terá nos próximos meses. “Estamos no rumo certo. Fazendo o que é melhor para Goiás. Todos com mesmo propósito para o crescimento e o desenvolvimento do município”, afirmou.

Habitação

O grupo de beneficiários do Cheque Mais Moradia de  Niquelândia é o primeiro de um total de 1.108 famílias que estão cadastradas no município para serem beneficiadas com reforma em suas moradias, entre habitações urbanas e rurais.

Nesta primeira etapa serão disponibilizados R$ 300 mil em Cheque Mais Moradia. No total, os recursos para reforma somam R$ 3,2 milhões. Niquelândia também já recebeu R$ 58 mil em Cheques Mais Moradia Construção, que foram empregados em contrapartida em 11 unidades habitacionais do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR).

No total, somando os recursos federais, já foram garantidos mais de R$ 3,4 milhões em benefícios para a população na área habitacional. O presidente da Agehab, Luiz Stival, destacou que a administração Marconi Perillo está executando o maior programa habitacional da história de Goiás, com canteiros de obras em todos os municípios.

“Isso porque existe um instrumento forte de aporte de recursos estaduais nos empreendimentos habitacionais em parceria com o governo federal e as prefeituras, que é o Cheque Mais Moradia”, frisou Stival.

Niquelândia está localizada na região Norte de Goiás, onde já foram viabilizados mais de R$ 100 milhões de investimento em habitação de interesse social, parceria do governo de Goiás com o governo federal.

São mais de 10 mil unidades habitacionais, entre moradias novas ou reformadas e ampliadas, além de 22 equipamentos comunitários. Do montante, R$ 45,6 milhões são provenientes diretamente do Cheque Mais Moradia. (Com Gabinete de Imprensa)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.