Goleiro Jean pode ser preso por não cumprir acordo de pensão alimentícia, diz jornal

Jogador do atlético goianiense discute valores de pensão alimentícia com a ex-mulher na Justiça

Jean, ex-goleiro do São Paulo está emprestado para o Atlético goianiense | Foto: Reprodução

Apesar de viver boa fase profissional, o goleiro Jean do Atlético Goianiense tem enfrentado dificuldades fora de campo. No dia 25 de agosto, será realizado o julgamento recursal no Tribunal de Justiça de Salvador a respeito da pensão alimentícia de suas duas filhas com Milena Bemfica.

Segundo o advogado da ex-mulher do atleta, Gabriel Bomfim, Jean tem que pagar mensalmente às duas filhas 30 salários mínimos, algo em torno de R$ 31 mil. De acordo com o advogado, ele teve que recorrer a uma liminar para que o próprio clube de Goiás, ao qual Jean pertence até o fim de 2020, emprestado pelo São Paulo, descontasse do contra-cheque do goleiro o valor devido.

“Acontece, porém, que existe um salário e valores que um jogador recebe, direitos de imagem por exemplo, que também deveriam constar nessa pensão e não estão sendo repassados. Existe um processo de execução de alimentos em que o juiz determinou que se ele não pagar esse valor faltante, pode ser preso”, afirma o advogado. (Com informações do Jornal Extra)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.