Goiás vai vacinar a população em geral por idade

A mudança, aprovada na reunião com secretários estatuais e o Ministério da Saúde, visa ampliar a vacinação e iniciar a imunização da população não incluída em grupos prioritários, destinando 70% das novas doses para a faixa etária da maior para menor, a partir de 59 anos

O secretário de Saúde do Estado de Goiás e vice-presidente do Conselho Nacional de Secretarias de Saúde (Conass) Ismael Alexandrino, durante reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT) realizada na tarde desta quinta-feira, 27, defendeu nova estratégia para a Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19 com o objetivo de avançar na imunização da população brasileira. Participaram da reunião secretários estaduais e o Ministério da Saúde.

A medida visa ampliar a vacinação e iniciar a imunização da população não incluída em grupos prioritários, destinando um percentual de 70% das doses para a faixa etária da maior para menor, a partir de 59 anos. E em paralelo, seguir com os grupos já estabelecidos pelo Plano Nacional de Operacionalização (PNO) contra a Covid-19, como profissionais da educação, forças de segurança e salvamento, trabalhadores de transportes em geral, caminhoneiros, trabalhadores industriais e de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.

Segundo a proposta do Conass apresentada Ministério da Saúde, Estados e municípios que não apresentam ou tenham demanda diminuída para vacinação dos grupos com maior vulnerabilidade, como comorbidades, pessoas com deficiência permanente, população em situação de rua, funcionários do sistema penitenciários e população privada de liberdade, poderão pactuar com a CIB para a adoção imediata de estratégia de vacinação segundo a faixa etária em ordem decrescente de idade garantindo o percentual para continuidade dos demais grupos prioritários.

O governador de Goiás Ronaldo Caiado (DEM) anunciou a aprovação da nova medida também nas suas redes sociais. “Ótima notícia! Em reunião há pouco entre Ministério da Saúde, secretários estaduais e municipais de saúde, nossa sugestão para vacinar grupos prioritários e população geral por ordem decrescente de idade foi aceita.”.

Segundo Caiado, nas próximas remessas de vacina, em Goiás, 30% serão para grupos prioritários e 70% para a população geral, a partir dos 59 anos. Isso contempla professores e todos os grupos que lutavam para ter acesso às vacinas.

De acordo com o Ismael Alexandrino, o estado de Goiás deve iniciar essa nova estratégia de vacinação de imediato, tão logo que anunciar a medida para os secretários municipais. “É o que tenho defendido como vice-presidente do Conass. Acredito que desta forma dá para caminhar com mais tranquilidade dentro da nossa realidade. Por isso, convoquei uma reunião extraordinária hoje, às 17h30, da CIB (Comissão de Intergestores Bipartite) com os todos os SMS do Estado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.