“Goiás terá tranquilidade para se apresentar como candidato ao Plano Mansueto”, diz Caiado

Governador acredita que proposta será colocada em votação antes das eleições 2020 e garante que Estado está preparado para ser atendido pelo Plano de Promoção do Equilíbrio Fiscal

Ronaldo Caiado, governador de Goiás, e Cristiane Schmidt, secretária de Economia | Foto: Reprodução

O governador Ronaldo Caiado (DEM) afirmou nesta segunda-feira, 24, que Goiás prioriza a aprovação do Plano Mansueto como a melhor saída para reequilibrar as contas. O gestor aposta no entendimento com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para colocar a proposta em votação antes das eleições.

“Nos últimos quatro anos, antes de eu assumir o governo, Goiás teve um déficit orçamentário que variou entre R$700 milhões e R$1 bilhão ao ano. Em 2019, nós quitamos ainda a folha de pagamento de 2018, atendemos a todas as exigências constitucionais, tivemos nossas contas aprovadas sem ressalvas e ainda tivemos um superávit superior a R$550 milhões”, afirmou o governador.

Ainda de acordo com Caiado, esses dados foram mostrados por uma integrante respeitada do Ministério da Economia ao ministro Paulo Guedes, durante uma audiência com o governador de Goiás. “Ela mostrou o respeito com a nossa reforma da Previdência e com o quanto estamos conseguindo equilibrar a situação no estado de Goiás”, destacou.

“Goiás, pelas condições que vem apresentando, terá tranquilidade para poder se apresentar como candidato — sendo o primeiro estado a cumprir todos os requisitos — para ser atendido pelo Plano Mansueto”, encerra o governador.  

O Plano de Promoção do Equilíbrio Fiscal – apelidado em função do seu idealizador, Mansueto de Almeida, – é um conjunto de acordos entre a União e os outros entes federativos que viabiliza a contratação de operações de crédito mediante o cumprimento de metas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.