Lista inclui duas mulheres e cinco pré-candidatos em articulação para compor chapa com Ronaldo Caiado (UB)

Das três cadeiras de Goiás no Senado, apenas uma está em jogo na disputa eleitoral que ocorre em outubro deste ano. Mesmo com a limitação, a lista de possíveis candidatos fica cada dia mais inflada e já chega a 12 nomes que podem tentar o mandato legislativo. O número já o mesmo da disputa pelo Senado em 2018, quando haviam duas vagas disponíveis.

Dos 12 prováveis nomes que devem estar nas urnas, cinco deles articulam para garantir espaço na chapa do governador e pré-candidato à reeleição Ronaldo Caiado (UB). Fora dessa articulação, destacam-se nomes de Leonardo Rizzo (Novo), único da lista sem carreira política e de Manu Jacob (PSOL) e Denise Carvalho (PCdoB), únicas duas mulheres na disputa. Além disso, ainda ventila-se a possibilidade do ex-governador e ex-senador Marconi Perillo (PSDB) tentar a vaga, apesar dos fortes rumores de candidatura ao governo do Estado.

Confira a lista completa com os possíveis candidatos ao Senado por Goiás:

1
Delegado Waldir (UB)

O delegado divide partido com o governador e, por isso, foi o primeiro a consultar a possibilidade de lançamento de candidatura independente de coligação. O trabalho para chegar ao Senado já ocorre desde as eleições municipais, segundo o próprio delegado.

2
Zacharias Calil (UB)

Médico e deputado federal, tem a intenção de ampliar a atuação política indo para o Senado, mas pode ter dificuldades de composição na chapa de Caiado, pelo mesmo motivo que Waldir: compartilha a legenda do governador.

3
Alexandre Baldy (PP)

O presidente do Progressistas também se colocou a disposição da base do governador para concorrer ao Senado. Tem forte presença nacional, ao lado de nomes como do presidente nacional do PP, ministro Ciro Nogueira, e, em Goiás, do prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PP).

4
Luiz do Carmo (MDB)

O senador assumiu a vaga como suplente do atual governador Ronaldo Caiado e busca ser o indicado da chapa governista. Em busca da reeleição, é ligado à Igreja Assembleia de Deus e fiel apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL).

5
Lissauer Vieira (PSD)

A princípio retirado da disputa eleitoral em 2022, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) surge com cada vez mais força na disputa, especialmente após manifestações de apoio vinda de parlamentares da Câmara Municipal de Goiânia e da própria Alego.

6
João Campos (Republicanos)

Campos chegou a cogitar disputar o Senado na base do governador Ronaldo Caiado, mas mantém conversas com o opositor Gustavo Mendanha. Nesse cenário, pode acabar compondo chapa com o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia ou sair como candidato independente de alianças.

7
Wilder Morais (PL)

O ex-senador é o candidato ao Senado que divide o partido com o presidente da República, Jair Bolsonaro, após saída do PSC.

8
Manu Jacob (PSOL)

Pré-candidata pelo PSOL, Manu Jacob foi a primeira mulher a se colocar na disputa ao Senado em Goiás. Presidente municipal do diretório do partido, ela pretende combater o conservadorismo no Estado.

9
Denise Carvalho (PCdoB)

Com dois mandatos de vereadora e dois de deputada estadual no currículo, Denise aceitou o convite do partido para retonrar à política na missão de ajudar a “recuperar o Brasil do desmonte profundo deixado pelo atual governo”.

10
Cristiano Cunha (PV)

Assim como Denise, compõe a federação que inclui PV, PCdoB e PT e deve surgir com projeto de candidatura avulsa na corrida pela cadeira goiana no Senado.

11
Leonardo Rizzo (Novo)

Empresário, Rizzo é o único da lista que não tem passagens anteriores pela política. Ele garante que tem a bênção do ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles (UB), que desistiu da disputa para tentar espaço como pré-candidato a vice-governador de São Paulo.

12
Marconi Perillo (PSDB)

O ex-governador e ex-senador lidera pesquisas para o Senado, com o triplo de intenções de voto do segundo colocado. Apesar disso, a movimentação de Marconi tem indicado a possibilidade de disputa para o governo, abrindo mão do retorno para a casa legislativa.