Goiás sediará maior evento de inovação da América Latina

Conferência da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) ocorre em Goiânia, em setembro de 2018

Diante da política pública de ciência e tecnologia mantida pelo governo estadual, Goiás vai sediar o maior evento de ambientes de inovação da América Latina. A 28ª Conferência da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) ocorre em Goiânia, em setembro de 2018, e deve reunir cerca de mil gestores de ambientes de inovação.

Esta é a primeira vez que o estado realiza um evento de ciência e tecnologia desta amplitude. A escolha por Goiás pode ser encarado como resultado da aposta do governador Marconi Perillo em tornar o Estado Inovador por meio do programa Inova Goiás. Lançado em setembro do ano passado, o programa tem o objetivo de promover o desenvolvimento do setor público e empresarial pela ciência e tecnologia.

A confirmação da realização do encontro em Goiânia foi feito em Fortaleza (CE), onde foi realizada a 27ª edição do evento da Anprotec. Goiás conquistou 38 votos contra 23 da cidade de Gramado (RS). A superintendente de Tecnologia e Inovação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED), Aline Figlioli, confirma o feito e diz que a execução do Inova foi decisivo para a escolha majoritária.

“É importante ressaltar que este não é só um evento. É um espaço que permite que o estado compartilhe as experiências resultantes do Inova Goiás e busque absorver novos inputs (experiências) de outros Estados e países para a sua própria agenda de ciência e tecnologia. Ele vai coroar os resultados e dará visibilidade a outros projetos, além de possibilitar a troca de experiências entre os congressistas”, avalia Aline.

A superintendente explica que os participantes são gestores de incubadoras, aceleradoras, parques tecnológicos e agentes envolvidos com o sistema nacional de inovação, como representantes dos Ministérios de Ciência, Tecnologia e Comunicações, de Indústria e Comércio, além de agentes fomentadores, como a FINEP e o BNDES. “É um evento que conta com a participação em peso de agentes de referência da ciência e tecnologia. Isto é muito enriquecedor”, diz.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.