Goiás recebe mais 133 mil imunizantes neste domingo

Governador Ronaldo Caiado (DEM) anunciou ainda que outras 133.400 doses deverão chegar ao estado no domingo, dia 5. De acordo com o governante, estão sendo estudadas alternativas para que aqueles que ainda não completaram seus esquemas vacinais procurem as unidades de saúde e não deixem de tomar a segunda dose

A vacinação contra a Covid-19 em Goiás já começou | Foto: Divulgação

Na noite da última quinta-feira, 2, Goiás recebeu mais 39.500 unidades do imunizante da AstraZeneca. Já na manhã desta sexta-feira, 3, foi a vez de um carregamento com 74.880 doses de vacinas da Pfizer desembarcar no estado. Os lotes integram remessa com um total de 351.520 imunizantes, que começaram a chegar ao Estado ainda na quarta-feira, dia 1°.

Outras 192.680 doses da CoronaVac também chegaram ao estado, assim como 44.460 imunizantes Comirnaty, do laboratório Pfizer. O governador de Goiás ainda afirmou por meio de suas contas nas redes sociais que no domingo, dia 5, mais 133.400 imunizantes da CoronaVac chegarão ao estado.

Ronaldo Caiado anunciou a chegada de mais imunizantes por meio de sua conta em rede social.

De acordo com a última atualização do número de vacinados em Goiás, feita pela Secretaria Estadual de Saúde, 4.202.719 pessoas já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19, enquanto 1.854.672, já completaram seus esquemas vacinais, seja por meio da tomada de imunizante de dose única ou da segunda dose.

Incentivos à vacinação

Em meio à chegada dessas vacinas, o governador Ronaldo Caiado (DEM) anunciou que estão sendo estudadas medidas que visam garantir que a população goiana que ainda não completou seu esquema vacinal busque retornar aos postos de vacinação para a tomada de sua segunda dose. 

Para isso, Goiás deve adotar novas condutas no que diz respeito à adesão de programas sociais. O Estado estuda exigir comprovante de imunização contra a Covid-19 para que a população mais vulnerável tenha acesso aos benefícios. 

Durante pronunciamento sobre a questão, Caiado disse: “É inadmissível que existam pessoas que optaram por não se vacinar. Elas podem contaminar o ambiente e disseminar um vírus que causou prejuízo e ceifou muitas vidas em nosso Estado”.

Uso dos imunizantes 

Metade das vacinas da CoronaVac serão para uso como primeira dose e a outra como reforço. O primeiro carregamento da Pfizer será distribuído para aplicação de primeiras e segundas doses. Já os imunizantes da AstraZeneca e a segunda remessa da Cormirnaty serão todos destinados para aplicação do reforço, contribuindo para completar o esquema vacinal de quem já recebeu uma dose e está dentro do prazo para tomar a segunda.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.