Goiás pode implantar curso de formação de servidores para atendimento a pessoas trans

Requerimento da deputada Adriana Accorsi foi enviado nesta semana para o governador Marconi Perillo e para o prefeito Paulo Garcia

A deputada estadual Adriana Accorsi (PT) enviou ao governador Marconi Perillo (PSDB) e ao prefeito Paulo Garcia (PT) um requerimento, pedindo que os servidores públicos de Goiás e da capital passem a ter um processo de formação para compreender “as especificidades e diversidades da população trans”.

Em sua justificativa, a petista, que também é candidata à Prefeitura de Goiânia, lembra que o Brasil é o País que mais assassina travestis e transexuais no mundo. Adriana destaca também que a população transgênero tem aumentado consideravelmente em todo o Estado, assim como na capital.

“Nossos servidores devem estar preparados para tratar os transgêneros de uma forma digna, não realizando qualquer tipo de discriminação contra os mesmos”, destaca a deputada no texto do requerimento.

Acompanhado deste requerimento, Adriana, que também apresentou outra solicitação ao governador, e também ao delegado-geral da Polícia Civil, para que a corporação passe a especificar nas ocorrências policiais crimes cometidos contra a população LGBT.

O objetivo, segundo a petista, é alimentar pesquisas estatísticas quer servirão de insumos para políticas públicas no Estado.

Deixe um comentário