Goiás participa de ação que integra forças da segurança pública do País e prende 13 pessoas

Segundo a SSP-GO, 2,2 mil pessoas foram abordadas; cinco armas, 58 munições, 12 carros e centenas de mercadorias sem notas fiscais foram apreendidas

Este slideshow necessita de JavaScript.

Goiás participou, na última sexta-feira (5/12), da Operação “Brasil Integrado”, ação contra o crime organizado que uniu diversas forças da segurança pública, como a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Polícia Federal (PF) e a Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP-GO).

No Estado, o resultado foi positivo. Segundo a SSP-GO, 2,2 mil pessoas foram abordadas, deste número, 13 foram presas. Além disso, cinco armas, 58 munições, 12 carros e centenas de mercadorias sem notas fiscais foram apreendidas.

A operação, que é uma iniciativa coordenada pelo Ministério da Justiça, teve o objetivo de integrar órgãos diversos em uma ação nacional de combate ao crime. No total, foram mobilizados mais de 20 mil agentes em todo País. Em Goiás, atuaram cerca de 450 profissionais, entre policiais e servidores das Receitas Federal e Estadual.

Enquanto a operação estava sendo deflagrada, secretários de Segurança Pública de todos os Estados estavam reunidos com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso. “Essas ações são protótipo para que em breve tenhamos protocolos permanentes de atuação integrada e centro de monitoramento e controle em todo território”, pontuou o ministro.

Na ocasião, o secretário da Segurança Pública de Goiás, Joaquim Mesquita, afirmou que “os resultados da operação comprova a necessidade de uma política nacional para a Segurança Pública”.

A iniciativa de integrar as forças policiais brasileiras foi uma das propostas da campanha à reeleição de Dilma Rousseff (PT). Na semana passada, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou um projeto que altera a Constituição para incluir a União como uma das responsáveis pela segurança pública do país — atualmente, é função dos Estados e municípios.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.