Goiás Mais Competitivo e Inovador apresenta novo Portal da Transparência do governo

Novo portal tem acesso mais fácil, será mais eficiente e adaptado para acesso em celulares e tablets

Força terefa do Pograma Goiás Mais Competitivo e Inovador Tema Educação | Foto: Eduardo Ferreira

O governador Marconi Perillo (PSDB) comandou, na manhã desta sexta-feira (17/2), a primeira reunião do ano do denominado G1, o colegiado do governo do Estado agrupado no Programa Goiás Mais Competitivo e Inovador (GMCI). A denominação G1 é dada às reuniões que ocorrem sob orientação direta do governador.

Durante mais de uma hora, consultores, executivos, secretários, superintendentes e diretores de órgãos estaduais apresentaram dados sobre o andamento de ações e programas definidos como prioritários pelo GMCI. O novo Portal da Transparência do governo, detalhado pelo secretário-chefe da Controladoria-Geral, Adauto Barbosa, foi um dos destaques do encontro.

As principais novidades da ferramenta de transparência das contas e ações públicas do governo estadual são o layout, a aglutinação de informações afins no mesmo link e a melhor usabilidade pelos usuários. Além disso, a nova versão é responsiva, isto é, pode ser acessada em dispositivos móveis como celular e tablets, o que facilita a vida dos usuários.

Adauto explicou que, com a ampliação da transparência pública, o cidadão pode acompanhar em tempo real todas as despesas e receitas do poder público, de forma a facilitar o controle social dos gastos governamentais. Esse exercício pode ser feito inclusive através do painel chamado ‘Adote uma obra’, no qual o cidadão se inscreve para acompanhar a execução de qualquer obra do governo do Estado, recebendo comunicados no e-mail cadastrado, a cada movimentação financeira realizada, de tal forma que fiscalize o andamento efetivo da mesma.

Em relação aos conteúdos, houve ampliação de dados e agrupamento de temas afins sob um mesmo link. Foram preservados todos os conteúdos existentes, inclusive dados adicionados recentemente sobre benefícios fiscais, econômicos e sociais concedidos pelo Governo Estadual. Outra inovação é a página do Diário Oficial, que pode ser acessada por datas, por nome completo ou palavras-chave (leis, decretos, editais, etc).

Outra facilidade é a ferramenta de busca que ajuda os cidadãos na procura por dados do Governo. Ela está disponível tanto na página inicial quanto em todas as demais páginas abertas na sequência. O manual de navegação do site também facilita o acesso às informações, bem como o glossário que teve seu conteúdo melhorado.

O consultor Gustavo Morelli discorreu sobre a Aliança Municipal pela Competitividade. O secretário de Governo,Tayrone Di Martino, apresentou o método de análise para priorização na liberação de convênios atrelados a critérios do GMCI. Já o novo secretário da Fazenda, Fernando Navarrete, abordou a gestão do ICMS enquanto que o presidente da Emater, Pedro Arraes, falou sobre o sistema de gestão e selo do órgão.

Durante a reunião, o governador Marconi Perillo anunciou que os R$ 823 milhões previstos no orçamento deste ano para o atendimento das principais demandas dos municípios, “estão linkados ao GMCI”, ou seja, serão aplicados de acordo com os estudos realizados por cada órgão integrante do programa.

“A partir de março serão realizadas visitas a 24 municípios focais da aliança de competitividade. Até o final de março todos os convênios serão chancelados a partir da assinatura dos encargos. Os municípios que assinarem o caderno de compromisso de encargos serão os primeiros a ter convênios”, informou.

A reunião do G1 foi antecedida pelo primeiro encontro dos novos conselhos consultivo e executivo do GMCI, entidade surgida a partir da unificação dos programas Goiás Mais Competitivo e Goiás Inovador. O Conselho Consultivo de Competitividade e Inovação é formado por Cláudio Porto (Macroplan); Denise Tiemi Yagui (Fundação Brava); Luiz Felipe D’Avila (CLP); Ruben Fernandes (Anglo American); Thiago de Aragão (Arko Advice); Vanderlei Salvador Bagnato (Agência USP de Inovação); Haroldo Reimer (Reitor UEG); Maria Zaíra Turchi (Fapeg); e Orlando Afonso Valle do Amaral (Reitor UFG).

Já o Conselho Executivo de Gestão e Governança Estratégica é formado por Cileide Alves (Imprensa Escrita); Luana Tavares (Setor Privado); Tadeu Barreto (Setor Privado); Carlos Eduardo Reche (Comunicação Governamental); e Igor Montenegro (Meio Empresarial).

O governador encaminhou à Casa Civil a proposta de uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que institucionaliza o programa. “Esta PEC visa efetivar o GMCI como programa de Estado e não como programa de governo. Ele precisa ter efetividade se quisermos que, num médio e longo prazos, Goiás não só conquiste os melhores espaços nos rankings de competitividade e na sua posição estratégica na inovação, mas que seja cada vez mais efetivado e melhorado daqui pra frente”, defendeu.

Claudio Porto avaliou que o programa estruturado em Goiás é o mais inovador e portador de futuro dentre todas iniciativas estaduais que conhece neste campo. “Comparo porque conheço bem outras iniciativas de outros estados”, salientou.

A primeira reunião do novo Programa Goiás Mais Competitivo e Inovador foi prestigiada pelo vice-reitor da Universidade de Liége, Pascal Leroy, que, esteve na unidade da UEG de São Luis de Montes Belos para ministrar a aula inaugural do novo laboratório de veterinária da instituição na quinta-feira (16).

Esta é a segunda visita que o vice-reitor belga realiza a Goiás. A primeira ocorreu no início de dezembro de 2015 a convite do governador Marconi Perillo durante sua estada na Bélgica liderando um grupo de empresários goianos. Na ocasião, Pascal Leroy firmou vários acordos de cooperação de intercâmbio de estudantes e pesquisadores com a Universidade Estadual de Goiás. (Informações do Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.