Goiás ganha Unidade Prisional Regional Feminina em Orizona

Governador entregou também 10 viaturas para as unidades locais, com investimento de mais de R$ 725 mil

Foto: Entrega de 10 viaturas em Orizona

A Unidade Prisional Regional Feminina de Orizona conta 102 vagas exclusivas para mulheres e estrutura que possibilita o uso de mão de obra carcerária. Em solenidade, o governador Ronaldo Caiado (DEM) ainda entregou 10 viaturas para as unidades locais, com investimento de R$ 725.188,00, parte de verba estadual e outra de convênio com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

A entrega do presídio de Orizona pôs fim, na região, à existência dos presídios mistos – com detentos de ambos os sexos –, o que é uma das principais metas do Plano Estadual de Atenção às Mulheres Privadas de Liberdade e Egressas do Sistema Penitenciário Goiano.

A unidade prisional conta com polo de produção, local onde 15 detentas trabalham na confecção de uniformes para a população carcerária de Goiás – desde o início das atividades, em agosto, já foram produzidas mil unidades. Também há fabricação de máscaras de proteção individual contra o coronavírus, que são são distribuídas a hospitais públicos, parceiros e servidores da segurança pública.

“Estado gasta uma fábula de dinheiro para manter essas pessoas encarceradas. Bandido já deu prejuízo demais à população”, argumentou o governador. Ele explicou que há casos em que o custo de manutenção dos detentos chega a ser maior que o valor investido em uma educadora.

Ainda estão previstas mais duas inaugurações de presídios femininos para em 2020, nos municípios de Serranópolis e Hidrolândia.

A penitenciária feminina de Orizona é a primeira a contar com uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), com observância das normas de preservação ambiental. A água que seria descartada pela unidade, após tratamento adequado, é reutilizada pela Prefeitura nos jardins do município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.