Goiás fecha novembro com déficit comercial

Estado importou mais do que exportou


Soma de importações chegou a 723,4 milhões de dólares. Energia elétrica corresponde a quase metade do intercâmbio comercial


O balanço comercial do mês de novembro foi divulgado nesta segunda-feira (6). De acordo com o Centro Internacional de Negócios (CIN) da Fieg, o estado de Goiás importou o equivalente a 723,4 milhões de dólares no período, enquanto as exportações chegaram a apenas 584,7 milhões de dólares. O déficit apresentado foi de -138,6 milhões de dólares.


O estado ficou entre os onze maiores exportadores do país. Quanto à importação, Goiás subiu para nona colocação no ranking. Com relação ao mesmo período do ano passado, a queda na balança foi de 151%. É o segundo mês consecutivo que Goiás se mantém deficitário.


O produto que mais se destacou foi a energia elétrica, que correspondeu a 41,2% do intercâmbio comercial. Foram 298,2 milhões de dólares investidos. A Argentina foi o principal país a ceder o negócio.


As exportações sofrem com o impacto do embargo chinês às carnes brasileiras. O país asiático é o principal comprador do produto. Cerca de 24,8% da carne goiana vai para a China.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.