Goiás é pioneiro no Centro-Oeste do Programa Monitor de Secas, do governo federal

Além de Goiás, Distrito Federal também irá aderir à ferramenta

Programa Monitor da Seca | Foto: Reprodução/ El País

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), do Governo de Goiás, irá aderir nesta quinta-feira, 24, ao programa coordenado pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (Ana), do governo federal, Monitor de Secas. A ferramenta tem objetivo de ajudar no planejamento e execução de políticas públicas para combater a seca.

Para a adesão, representantes da agência e do Estado de Goiás se encontrarão em um evento virtual, por meio do Zoom, aberto ao público. No evento, haverá assinatura virtual do termo de adesão do Estado junto à Ana. Quem deseja participar, deve se inscrever aqui. Um e-mail será enviado para confirmar a inscrição e fornecer maiores informações sobre como acessar a “sala” de reuniões.

Em Goiás, uma seca grave atingiu 39,4% de sua área. A intensidade de seca fraca teve valor de 24,7%, enquanto a seca moderada, de 31,9% em território goiano.

Condições

Com a adesão, a Semad passa a ter atribuições, como observar o calendário mensal do Monitor de Secas; validar os rascunhos dos programas produzidos pela equipe de autoria, conforme os conceitos, premissas e orientações do programa. Ainda, participar de oficinas e treinamentos, registrar comentários e justificativas nos formulários de validação justificando as razões de concordância ou discordância; Considerar em sua análise os dados a que tiver acesso e informações provenientes da rede de observadores.


À Semad também cabe identificar, mobilizar e treinar instituições que contribuam com a função de observadores na condição de parceiros do Programa em âmbito estadual, dentre outras funções.

Convidados

Participarão da reunião o diretor da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico, Rodrigo Flecha; a secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás, Andréa Vulcanis; o superintendente de Recursos Hídricos e Saneamento de Goiás, Marco José Melo Neves.

Ainda, a superintendente-adjunta de Operações e Eventos Críticos da ANA, Ana Paula Fioreze; o presidente da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Eduardo Sávio Passos Rodrigues Martins; e o gerente do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás, André Amorim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.