Goiás é o Estado que mais cresceu industrialmente em 2020

Iniciativas estaduais atraem investidores para mais de 20 municípios

Goiás aumenta parque industrial com a chegada de novas fábricas | Foto: Reprodução

De acordo com o secretário de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Adonídio Neto, o Estado de Goiás foi o que mais cresceu industrialmente no Brasil em 2020. O aumento foi de 2,5% no acumulado do ano comparado com 2019. Em relação ao mês de setembro, o ano de 2020 teve aumento de 5,3% comparando com o mesmo mês no ano anterior.

A fala de Adonídio Neto ocorreu em uma cerimônia, nesta sexta-feira, 20, em que o governador Ronaldo Caiado assinou protocolos de intenção com representantes de 49 empresas que devem se instalar ou ampliar suas atividades em 23 municípios goianos. Os investimentos totalizam R$ 3,4 bilhões, com a geração de 22.168 empregos, somando diretos e indiretos.

No ano de 2020, o Estado atraiu outros 91 empreendedores para si, o que deve destinar mais R$ 3,9 bilhões em recursos e a criação de 40 mil postos de trabalho para Goiás.

Ainda segundo o secretário, o Estado é a terceira unidade da Federação em crescimento absoluto de empregos, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Inteligência Artificial

Dentre as 49 empresas que assinaram o protocolo, seis são de base tecnológica. O secretário-geral da Governadoria, Adriano da Rocha Lima, apresentou um estudo que elaborou um ranking de todos os centros de desenvolvimento de inteligência artificial do mundo. No Brasil, o levantamento apontou Goiás em primeiro lugar, 12 mil pontos à frente de São Paulo.

“A tecnologia barateia, simplifica, dá agilidade aos processos e, com isso, ela agrega valor. O empresário se torna mais competitivo”, explicou Rocha Lima. Márcio Pereira, secretário da Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi) ainda completou “Hoje, Goiás é referência em inteligência artificial, pois mudou a ideia de como se faz o trabalho em tecnologia.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.