Goiás confirma primeira morte pela variante Delta e dez casos

A SES-GO, porém, não confirma transmissão comunitária da Delta em Goiás

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO) confirmou nesta quarta-feira, 11, a primeira morte causada pela variante Delta do coronavírus em Goiás. A vítima foi um idoso de 67 anos de Aparecida de Goiânia e que teve o óbito constatado no último domingo, 08.

De acordo com dados da SES, há dez casos confirmados por sequenciamento genômico da cepa inicialmente conhecida como “cepa indiana”. Quatro casos são de moradores de Goiânia. Dois deles trabalham em unidades de saúde no Distrito Federal e se contaminaram no local de trabalho e outros dois têm como origem uma viagem internacional.

O quinto caso é de um morador do município de Santo Antônio do Descoberto que também trabalha no Distrito Federal e manteve contato com pessoa contaminada. Foram confirmados dois casos em residentes de São João D’Aliança, ambos relacionados ao surto de Covid-19 registrado em um hospital do Distrito Federal. Em Aparecida de Goiânia foram confirmados três casos.

O sequenciamento dos casos em Goiás é feito pela rede genômica instituída pelo Ministério da Saúde, formada pelo Instituto Adolfo Lutz (IAL), em São Paulo; e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro); e ainda por meio de parceria com a Universidade Federal e de Goiás e Pontifícia Universidade Católica de Goiás (UFG/PUC-GO).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.