Goiás confirma 29 casos de coronavírus; 15 deles na capital

Há 1.336 casos suspeitos em investigação no Estado e 220 já foram descartados

Foto: Divulgação

De acordo com novo boletim da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) divulgado na noite dessa terça-feira, Goiás tem 29 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19). Diferente do dado que foi apresentado mais cedo pelo Ministério da Saúde, o estado apresenta um acréscimo de seis casos.

As confirmações foram registradas nos municípios de Goiânia (15), Rio Verde (5), Anápolis (3), Aparecida de Goiânia (2), Jataí (1), Catalão (1) e Valparaíso de Goiás (2). Há 1.336 casos suspeitos em investigação no Estado e 220 já foram descartados. Não há registros de óbitos em Goiás.

No Hospital do Coração, em Goiânia, foi confirmado o diagnóstico de uma médica pediatra de 65 anos. Ela esteve recentemente em um cruzeiro na Itália com outras médicas que testaram positivo para coronavírus. Ao menos outros três casos suspeitos também estão na unidade. O hospital isolou um andar inteiro para cuidar de pacientes infectados pelo Covid-19, mas por meio de nota, informou que “não fornece informações sobre seus pacientes a não ser diretamente aos responsáveis legais pelos mesmos”. Também disse que “repassa todas as notificações necessárias às autoridades competentes no prazo previsto”.

A cidade de Anápolis também registrou um aumento no número de casos. Foi confirmado na cidade mais um caso, saindo então de dois para três pacientes com a doença na cidade.  O mais recente é de um paciente de 65 anos que teve contato com um caso confirmado dentro do país. Anápolis registra 48 casos suspeitos para COVID-19, todos em isolamento domiciliar com seus contatos diretos. Todos esses três também estão em isolamento domiciliar com seus contatos diretos.

No Brasil

O número de casos confirmados de coronavírus em todo Brasil chegou 2.201. As mortes também aumentaram, totalizando 46 mortes, sendo 40 em São Paulo e 6 no Rio de Janeiro. O boletim de segunda-feira, 23, havia comunicado 34 mortes. São Paulo é o estado com mais pacientes, 810 casos. No Rio, 305 diagnósticos foram positivos. A letalidade no país subiu para 2,1%.

De acordo com a pasta, vão ser adquiridos 14,9 milhões de testes RT-PCR. A intenção do MS é conseguir 22,9 milhões de testes, no total. “Vão acontecer mais ampliações. A cada dia estamos conseguindo organizar e adquirir mais insumos. São dois tipos de testes que temos. O RT-PCR, que é um teste molecular que dá o diagnóstico nos primeiros dias de contaminação, e o teste rápido que pega uma gota da ponta do dedo e verifica os anticorpos, com isso, sabe se eu tive contato com o vírus”, informou.

“O Brasil provavelmente será um dos países com maior número de casos, porque vamos testar muita gente. A OMS nos disse que deveríamos testar, vamos seguir desta maneira”, comunicou o MS. Os testes terão como prioridade cidades com mais de 500 mil habitantes, como forma contenção de surtos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.