Goiás articula logística para escoamento da produção até Porto do Rio de Janeiro

Objetivo é viabilizar corredor logístico ferroviário que facilite o transporte de mercadorias do Porto Seco de Anápolis até a via marítima carioca, gerando mais uma rota de escoamento

Goiás discute a viabilidade de um corredor logístico ferroviário entre o estado e o Rio de Janeiro, a fim de facilitar o transporte da produção goiana. O objetivo é fazer com que a carga saia do Porto Seco de Anápolis e chegue diretamente até o Porto do Rio, onde a Triunfo Logística realiza operações portuárias.

O vice-governador de Goiás, Lincoln Tejota, cumpriu agenda no Rio de Janeiro nesta terça-feira, 14, e participou da reunião junto com o assessor Paulo Aguiar, além de representantes da Triunfo, do Porto Seco de Anápolis e da Companhia Docas.

Para operacionalizar essa alternativa de escoamento, o grupo de trabalho busca definir estratégias para a conexão das operações entre as empresas que administram a ferrovia. “Nosso estado está numa posição estratégica e com certeza vamos desenvolver um protagonismo muito forte nos próximos anos. Iniciativas como essa, com certeza, contribuem para o alcance desse lugar de destaque”, afirmou o vice-governador.

Após a reunião, o vice-governador esteve no Porto, onde conheceu as instalações da Triunfo. A empresa funciona 24 horas por dia e, no ano passado, bateu recorde de exportação, com mais de dois milhões de toneladas transportadas para o exterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.