Goianos inovam sistema de abastecimento de aditivo que reduz emissão de poluentes

Projeto de TCC de dois jovens chama atenção em relação a soluções para o abastecimento do ARLA 32, usado no escapamento dos caminhões

Gabriel Henrique Carvalho Soares de Souza e Vinícius Jorge Neves chamam a atenção com seu projeto | Foto: Divulgação

Gabriel Henrique Carvalho Soares de Souza e Vinícius Jorge Neves chamam a atenção com seu projeto | Foto: Divulgação

Criada por dois jovens goianos, a empresa WS Indústria vem chamando a atenção para soluções para o abastecimento do ARLA 32. O sistema de abastecimento WS-32 Inverter é resultado de uma pesquisa científica feita como trabalho de conclusão de curso de Engenharia Mecânica do Instituto Federal de Goiás (IFG) de Gabriel Henrique Carvalho Soares de Souza e Vinícius Jorge Neves.

O ARLA 32 é um composto químico que é injetado no sistema de escapamento dos caminhões e reduz pela metade a emissão dos poluentes. As bombas da WS apresentam tecnologia que garante precisão extrema no abastecimento e qualidade máxima na entrega do produto.

Até o momento, o composto químico só é comercializado no mercado via embalagens individuais, também conhecidas como bombonas ou galões, o que gera maior custo do produto e pode ocasionar o descarte inadequado destes recipientes contaminantes. Com a bomba, transportadoras e os próprios motoristas de caminhões podem ser beneficiados.

“Nosso diferencial está em instalar e operar o abastecimento do ARLA 32 de maneira mais econômica ao ser proporcional a quantidade de combustível dos veículos com garantia de qualidade. Desta maneira, oportunizamos que mais motoristas optem pela utilização do aditivo, o que contribui pela vida útil do motor do veículo, pelas garantias de fábrica, além é claro da redução da emissão dos poluentes”, explicou Gabriel Henrique.

Incubadora

Após o fim do TCC, Gabriel Henrique e Vinicius tiveram seu projeto experimental selecionado e participaram do processo de formação da Incubadora 3D, em Aparecida de Goiânia. Depois, devidamente regularizada como empresa, a WS Industria participou do Edital FUNTEC de Apoio às Ações de Inovação em Goiás e foi uma das selecionadas na linha de apoio às empresas incubadas, com o aporte financeiro e consultoria.

Presidente da Fundação de Desenvolvimento de Tecnópolis (FUNTEC), o professor Lázaro Eurípedes Xavier afirmou: “A banca examinadora analisou o projeto e de acordo com todos os critérios estabelecidos aprovou a ideia inovadora da WS Indústria, acreditando que esta iniciativa pode trazer benefícios a todos os envolvidos nesta cadeia”.

Para Vinicius Jorge Neves, as inovações presentes na Bomba de Arla superam o ineditismo do projeto. “Consideramos que trata-se de uma metodologia que rompe a dificuldade em popularizar o composto químico, facilitando os meios de distribuição e alcançando uma conquista para toda a sociedade”, disse.

A FUNTEC é uma entidade privada sem fins lucrativos que apoia e estimula a ciência e a inovação tecnológica no Estado de Goiás. Seu objetivo é promover, incentivar, motivar, fomentar e coordenar projetos, aprimorando tecnologias dos mais variados setores da sociedade, na busca do desenvolvimento local e regional, numa ação contínua e articulada.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.