Goiânia recebe seletiva do Prix de Lausanne neste fim de semana

Quatro bailarinos serão escolhidos para disputar a 47ª da competição, que será promovida de 03 a 10 de fevereiro de 2019, na Suíça

Carolyne Galvão no Prix de Lausanne: goiana já foi uma das vencedoras | Foto: Gregory Batardon/Divulgação

Goiânia será palco, neste fim de semana, da etapa inicial de uma das maiores competições de dança do mundo, o Prix de Lausanne. Desde 1973, a disputa reúne, na Suíça, bailarinos de várias nacionalidades e premia os participantes com bolsas de estudo nas melhores escolas de dança do mundo, como The Royal Ballet, da Inglaterra, American Ballet Theatre, dos Estados Unidos, e Stuttgart Ballet, da Alemanha.

A seleção, que acontecerá neste sábado (29) e domingo (30), no Teatro Rio Vermelho, no Centro de Convenções Goiânia, é realizada pelo Conselho Brasileiro da Dança (CBDD) e produzida pelo Studio Dançarte. O público poderá conferir a final da seleção, com entrada gratuita, na tarde de domingo (30).

Os competidores serão avaliados por grandes profissionais da dança reconhecidos internacionalmente. Os quatro melhores seguem para o 47º Prix de Lausanne, que será promovido de 03 a 10 de fevereiro de 2019, na Suíça. É a primeira vez que o Brasil recebe uma pré-seletiva, reunindo bailarinos nascidos entre 9 de fevereiro de 2000 e 9 de fevereiro de 2004.

O corpo de jurados do evento será composto por cinco professores e ex-primeiros bailarinos de quatro países, como Kathryn Bradney, dos Estados Unidos, que é a atual diretora artística e executiva do Prix de Lausanne. Igor Piovano, Lidia Segni e Gisela Vaz, presidente do Conselho Brasileiro da Dança, também fazem parte do júri da seleção.

Prêmios

Shale Wagman no Prix de Lausanne | Foto: Gregory Batardon/Divulgação

A Pré-Seletiva seleciona quatro bailarinos para disputar o Prix de Lausanne. Dois desses candidatos terão viagens com todas as despesas pagas para a competição suíça pela Fondation en Faveur de l’Art Chorégraphique e mais dois serão beneficiados com o custeio das passagens aéreas pela loja de artigos de dança Só Dança.

Já o 47º Prix de Lausanne oferecerá diversos prêmios, incluindo bolsas de estudos e de estágio para alguns dos finalistas. Eles poderão escolher entre as prestigiadas escolas e companhias de dança de diversos países que são parceiras do Prix de Lausanne, onde ficarão por um ano, com as despesas pagas.

Na edição de 2019 do Prix de Lausanne, os vencedores de bolsas de estudos e bolsas de estágio poderão escolher entre mais de 70 escolas e companhias de dança. As instituições associadas são dos Estados Unidos, Alemanha, Austrália, Suíça, Canadá, Inglaterra, Holanda, França, Hungria, China, Nova Zelândia, Portugal, Noruega, Rússia, Bélgica, Dinamarca, Suécia, Principado de Mônaco, Itália, Uruguai, Espanha e Japão.

Entre os vencedores de edições passadas do Prix de Lausanne estão os goianos Carolyne Galvão e Adhonay Soares Silva, hoje na English National Ballet, da Inglaterra, e no Stuttgart Ballet, da Alemanha, respectivamente.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.