Goiânia recebe exposições dos artistas plásticos regionais Godá e Pitágoras

As mostras vão reunir diferentes manifestações artísticas como pinturas, esculturas, desenhos e grafismos e imergir no imaginário dos autores 

Obra do artista goiano Pitágoras | Foto: Paulo Rezende

Obra do artista goiano Pitágoras | Foto: Divulgação/ Paulo Rezende

O Museu de Arte Contemporânea de Goiás, do Centro Cultural Oscar Niemeyer, traz para a capital a partir desta quarta-feira (7/5), às 20h, as exposições Totalitarium e Aurora Tecnicolor, com obras dos artistas plásticos goianos Pitágoras e Rodrigo Godá. Ao todo, vão ser 110 obras que ficarão em exibição até o dia 6 de julho, com entrada franca.

Para o curador Gilmar Camilo, tornou-se necessário mergulhar no universo de cada artista para selecionar suas obras mais expressivas. Seu intuito é proporcionar aos visitantes uma curiosa viagem ao imaginário e às mentes criadoras de Pitágoras e Godá, que buscam explorar em seus trabalhos movimentos artísticos e indagações filosóficas contemporâneas.

As exposições inauguram o projeto de curadorias compartilhadas deste ano e reúnem diferentes manifestações artísticas como pinturas, desenhos, esculturas e grafismos. Essa diversidade foi uma das premissas que nortearam o planejamento da mostra e da temporada 2014 do Museu de Arte Contemporânea.

Sobres os artistas e suas obras

fashion

Pitágoras vive e trabalha em Goiânia e tem obras espalhadas em museus do Brasil e do mundo | Foto: Potrich Galeria

A exposição Totalitarium traz 28 pinturas e 22 desenhos produzidos por Pitágoras nos últimos três anos, além de trabalhos feitos especialmente para os espaços expositivos. O artista vive e trabalha em Goiânia e tem obras em museus, galerias e coleções particulares do Brasil e de diversos países da Europa e Estados Unidos.

A arte de Pitágoras transporta o espectador a um mundo constituído de cidades de arquiteturas asfixiantes e improváveis, circundadas de helicópteros vigilantes, de insetos e de viajantes do tempo. Gilmar Camilo destaca que “o humor corrosivo e brilhante do artista se faz presente em suas instigantes conversações”.

No entanto, ele ressalta que, apesar dos ambientes retratados pelo artista parecerem lúgubres à princípio, eles ganham sofisticação por meio da tensão, da luz e das cores escolhidas, bem como através das técnica utilizada nos desenhos e na pintura. Essa técnica utilizada nos desenhos e nas pinturas são características que acompanham Pitágoras ao longo dos anos do seu fazer artístico.

Obra de Rodrigo Godá, que traz em seus trabalhos temáticas como natureza e tecnologia

Obra de Rodrigo Godá, que traz em seus trabalhos temáticas como natureza e tecnologia | Foto: Galeria Pontes

A exposição Aurora Tecnicolor de Rodrigo Godá reúne 66 obras do artista. Godá possui ateliês em Goiânia e Pirenópolis, onde trabalha em pinturas e desenhos. Recentemente, ele vem explorando objetos tridimensionais e um deles será apresentado na exposição.

Na Aurora Tecnicolor, busca-se indagar assuntos centrais e recorrentes no trabalho e na trajetória de Godá, que são a natureza e a tecnologia. Dessa maneira, retrata-se máquinas complexas que emergem em meio à fauna e à flora.

Sobre a obra de Godá, o curador enfatiza a narrativa apurada e os traços minuciosos, firmes e rigorosos do artista, que retrata um pouco de nostalgia e lembranças tenras em seus trabalhos. “Canetinhas hidrocor, lápis e cartilhas escolares ilustradas de um colorido esmaecido convivem com intensas cores dos brinquedos artesanais de outrora; sua bússola navega entre os diversos mundos inventados e paralelos”, comenta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.