Goiânia atinge 99% de ocupação nas UTIs destinadas a Covid-19

Dos mais de 115 mil casos, quase 4 mil precisaram de internação em UTI

Leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI). | Foto: Portal do Governo Federal/reprodução

Mesmo com decreto que impõe medidas de restrição em voga há oito dias, rede municipal e estadual de saúde se mantêm superlotadas. Os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados ao tratamento de pacientes com a Covid-19 na capital estão com 99%, assim como os leitos de enfermaria.

Na rede estadual a situação não é muito diferente. Os leitos de UTI estão com 98,83% de ocupação e os de enfermaria, com 89,61%.

Em números, segundo o relatório que é atualizado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO), das 429 unidades de UTI, 405 se encontram ocupadas, 19 bloqueadas e apenas 5 disponíveis. Já quanto às de enfermaria, de um total de 491, 51 estão vagos.   

Segundo o Informe Epidemiológico de Covid-19 da Secretaria Municipal de Saúde, até hoje já foram confirmados 115.752 casos da Covid-19 em Goiânia. Desses, 3.928 pacientes foram internados em UTIs.

Decreto estendido

Após reunião com os demais prefeitos dos municípios da região metropolitana, o prefeito da capital, Rogério Cruz (Republicanos), publicou neste domingo, 07, decreto que mantém suspenso por mais sete dias as atividades econômicas e não econômicas consideradas não essenciais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.