Governos estadual e municipal somam esforços para a implantação de novos leitos. Serão 132 novos leitos de UTI na rede estadual e outros 100 na rede municipal de saúde

Segundo informações do boletim integrado da Prefeitura de Goiânia, Governo de Goiás, SUS e Ministério Público de Goiás, atualizado em 20 de julho, a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 83,43% na rede estadual de saúde e de 92,50% na rede municipal de Goiânia.

De acordo com os dados disponibilizados, nesta segunda-feira, 20, dos 184 leitos de UTI dedicados à Covid-19 da rede estadual, apenas 30 estavam disponíveis. Já em Goiânia, de um total de 161 leitos de UTI, 12 estavam disponíveis.

Confira o boletim.

Os esforços para a ampliação dos leitos seguem e 132 leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) já estão em fase de implantação na rede estadual. Outros 100 leitos estão sendo implantados na rede municipal de saúde da capital.

Em relação aos leitos de enfermaria, a taxa de ocupação é de 65,31% na rede estadual e de 79,60% na rede municipal. Estão em fase de implantação, 345 leitos comuns em Goiás e outros 30 em Goiânia.

Atualmente a rede estadual de saúde dispõe de 111 eitos de enfermaria disponíveis para Covid-19 e a rede municipal conta com 41 leitos livres.