Goiânia amplia estratégia para atendimento de pacientes com Covid-19, gripe e dengue

Anúncio foi feito pelo prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), e pelo Secretário Municipal de Saúde (SMS), Durval Pedroso, que buscam reduzir os impactos da sobrecarga na Saúde

O Paço Municipal anunciou nesta terça-feira, 29, o Plano de Contingência para melhorar o atendimento à população, com a ampliação das 13 Unidades de Urgência atendidas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Todas as 76 unidades de saúde, sendo 54 Unidades de Saúde da Família (USF) e 22 Centros de Saúde estarão aptas para atender os pacientes com sintomas de gripe, dengue e Covid-19 e, outras duas unidades, o Cais de Campinas e o Cais Cândida de Moraes se tornarão unidades de referência para o atendimento de pacientes com dengue.

As medidas foram tomadas pelo prefeito Rogério Cruz (Republicanos) e pelo secretário de Saúde, Durval Pedroso, que pretendem melhorar o atendimento das pessoas que estão com sintomas gripais, de dengue ou de Covid-19. Estes casos serão atendidos nestas unidades, de acordo com o prefeito de Goiânia.  

As ações fazem parte do Plano de Contingência que a SMS anunciou para reduzir o impacto da sobrecarga no sistema de Saúde. Entre as ações, o secretário também anunciou que segue contratando mais trabalhadores da saúde para substituírem aqueles que estão com o contrato sendo encerrado e que, por lei, não pode ser prorrogado.  

Segundo a pasta, foram contratados 126 trabalhadores da saúde. Também estão sendo criadas unidades referência para o atendimento de pacientes com dengue. Hoje, os Cais Campinas e Cândida de Moraes, já estão funcionando com a nova estratégia e os dois espaços serão específicos para o atendimento destes pacientes. “Em todos esses locais a demanda será espontânea e haverá hidratação dos pacientes que necessitarem”, afirma o secretário de Saúde, Durval Pedroso. 

O republicano reiterou que não vai faltar atendimento médico em Goiânia e que, o Plano de Contingência, soma-se às 54 Unidades de Saúde da Família (USF) e 22 Centros de Saúde. “É um reforço importantíssimo para vencermos este momento”, comentou o prefeito de Goiânia. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.