Goiânia adota ‘drive-thru’ para vacinação de idosos e profissionais de saúde

Saiba onde foram montadas as estruturas para atender campanha de imunização contra Influenza sem que pessoas saiam dos carros

Foto: Reprodução

A primeira fase da Campanha de Vacinação contra a Influenza, que começou nesta segunda-feira, 23, é destinada a idosos e profissionais de saúde, mas, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, não há necessidade de todos procurarem de imediato os locais de vacinação porque o prazo segue até o dia 16 de abril e não vai faltar vacina.

A partir desta terça-feira, 24, o governo de Goiás passa a oferecer a oportunidade para que idosos (60 anos ou mais) e trabalhadores da saúde se vacinem sem sair do carro. A estrutura foi montada no pátio do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO).

A instituição desta modalidade de atendimento será para ajudar a evitar aglomerações, como parte das medidas de prevenção ao novo coronavírus.

Somente pessoas a bordo de carros poderão ter acesso à sede da autarquia. Para isso, os idosos devem apresentar identidade (RG) e cartão de vacinação. Já os trabalhadores da saúde devem estar munidos com documento pessoal e que comprove vínculo ou categoria profissional, como o contracheque ou o crachá.

Mais dois postos

A partir de quarta-feira, 25, começam a funcionar em Goiânia mais dois postos de vacinação ‘drive-thru’, montados pela Prefeitura de Goiânia, no estacionamento do Flamboyant Shopping Center e no Passeio das Águas Shopping. As unidades funcionarão das 8 às 17 horas, como os demais postos.

Só nesta segunda-feira, primeiro dia da vacinação, já foram aplicadas mais de 40 mil doses na rede pública em Goiânia: 40.194 – (idosos: 33.723 e 6.471 em trabalhadores da saúde); 38.616 em unidades da SMS e 1.578 em instituições de saúde ( ex: Hugol e CBCO). A população-alvo deste grupo é de 177.284 pessoas.

A Secretaria Municipal de Saúde adotou medidas alternativas para a vacinação. São mais de 70 postos em locais arejados e ao ar livre, com todas as medidas de prevenção necessárias.

As filas são organizadas para evitar aglomeração, com o distanciamento mínimo de 2 metros entre as pessoas. É importante também que todos colaborem com as medidas de prevenção.

Outras fases da vacinação

A segunda fase começa no dia 16 de abril e é destinada aos professores das escolas públicas e privadas, profissionais da força de segurança e salvamento e portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

A terceira fase se inicia em 9 de maio e vai atender gestantes, puérperas (mulheres que deram a luz há pouco tempo), crianças entre 6 meses a menores de 6 anos, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, povos indígenas, pessoas com deficiência e adultos de 55 a 59 anos de idades. O público-alvo total é de 508.943 pessoas.

O objetivo da campanha é reduzir as internações, as complicações e mortes decorrentes das infecções causadas pelo vírus da influenza na população alvo para a vacinação. A meta é vacinar no mínimo 90% dos grupos elegíveis para a vacinação.

Destaca-se que os sintomas desta doença são semelhantes aos do coronavírus e essa antecipação visa reduzir a carga da circulação de influenza na população. É importante lembrar que a apresentação de documento de identificação é obrigatória para todos os grupos prioritários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.