Ginecologista preso por suspeita de crimes sexuais passará por audiência de custódia

Nicodemos Júnior Estanislau Morais foi alvo da operação Sex Fraud, deflagrada na última quarta-feira (29). Defesa pedirá revogação de prisão

O ginecologista Nicodemos Júnior Estanislau Morais passará, no início da tarde desta sexta-feira (1), por audiência de custódia. O médico, de 41 anos, foi preso na última quarta-feira (29) após a Polícia Civil do Estado de Goiás deflagrar a operação Sex Fraud, que apura denúncias de crimes sexuais praticados pelo profissional.

O advogado de defesa Carlos Eduardo Gonçalves Martins afirmou que pedirá revogação da prisão preventiva junto ao juiz nesta sexta-feira (1). A audiência de custódia tem o objetivo de apurar a legalidade da prisão e não analisa fatos.

Segundo as investigações da polícia, o médico praticava atos libidinosos com suas pacientes durante as consultas. A delegada responsável pelo caso, Isabella Joy, afirmou que a prisão foi motivada pela suspeita do crime de violação sexual mediante fraude.

Uma resposta para “Ginecologista preso por suspeita de crimes sexuais passará por audiência de custódia”

  1. Avatar Vanderly Evangelista dos Santos disse:

    Boa tarde, só uma correção, essa foto é de outro médico condenado por estupro em goiânia, Dr. Joaquim de Sousa Lima Neto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.