Gérard Depardieu é investigado por estupro e agressão sexual

Ator francês de 69 anos é acusado por uma atriz de 22; ele negou qualquer agressão através de um comunicado feito por seu advogado

Gérard Depardieu no Festival de Berlim de 2010 | Foto: Wikkimedia Commons

Mais um caso de envolvimento de grandes nomes da indústria cinematográfica em acusação de abuso sexual vem a público. O ator Gérard Depardieu, um dos ícones do cinema francês, será investigado por acusações de estupro e agressão sexual, após uma queixa apresentada nesta segunda-feira (28). A informação é da agência France Presse.

Segundo informações da BBC, a acusação contra Depardieu, de 69 anos, foi feita por uma atriz de 22 anos. A vítima afirma que foi abusada durante duas ocasiões, nos dias 7 e 13 de agosto, em uma das casas do ator em Paris, durante um ensaio informal para uma peça.

A queixa foi apresentada na segunda-feira (27) em Aix-en-Provence, no sul da França, que encaminhou o caso ao Ministério Público de Paris. O advogado do ator, Hervé Temime, divulgou comunicado dizendo que “Gerard Depardieu nega totalmente qualquer agressão, qualquer estupro”.

“Lamento o carácter público deste procedimento que causa um grave prejuízo a Gérard Depardieu, que estou convencido que terá a inocência reconhecida”, acrescentou Temime. O advogado também pediu “a máxima moderação no que diz respeito aos direitos de todas as partes”.

Gérard Depardieu tem dezenas de filmes em seu currículo, incluindo “Os Miseráveis” (2000), “102 Dálmatas” (2000), “As aventuras de Pi” (2012), além dos filmes da saga envolvendo a dupla “Astérix e Obélix”.

Deixe um comentário