Médico e ex-prefeito teve contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e está inelegível até 2021

George Morais | Foto: Divulgação

O presidente do PDT, George Morais, deve retirar sua candidatura à prefeitura de Trindade. De acordo com Tribunal de Contas da União (TCU), duas contas do pedetista foram consideradas irregulares. Com isso, ele estaria inelegível até 2021.

George está reunido neste momento com lideranças do partido e apoiadores de sua candidatura para decidir os rumos no PDT no pleito. Existe a possibilidade de o partido lançar a candidata a vice, Aninha, do Solidariedade. Alguns aliados dizem ainda que a esposa de George e deputada federal Flávia Morais seria o ‘plano b’ do partido.

Contas irregulares

Em um processo de 2009, apurado pela Operação Sanguessuga, a prefeitura de Trindade teria praticado irregularidades na aquisição de unidade móvel de saúde no convênio 4184/2002. O processo instaurado pelo TCU analisou R$80 mil em danos ao erário.

Em outro processo que George teve as contas julgadas irregulares pelo TCU, o tribunal detectou irregularidades em um repasse do Ministério de Minas e Energia no valor de R$ 1,8 milhão.

Existe ainda um terceiro processo no TCU, de 2014, que investiga irregularidades num repasse do Ministério das Cidades num montante de mais de R$18 milhões e ainda não foi transitado e julgado.