Gêmeo siamês Heitor apresenta melhora, mas estado de saúde ainda é grave

Heitor iniciou dieta líquida na manhã desta quarta-feira (11), e seu intestino, aos poucos, está voltando a funcionar. Não há previsão para alta

Conforme nota enviada pelo Hospital Materno Infantil (HMI), o gêmeo siamês que sobreviveu à cirurgia de separação, Heitor Brandão, apresentou melhora. O estado de saúde continua sendo grave.

A criança de cinco anos segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica do hospital, respirando com ajuda de aparelho e consciente. Heitor iniciou dieta líquida na manhã desta quarta-feira (11), e seu intestino, aos poucos, está voltando a funcionar. Não há previsão para alta.

Heitor nasceu unido pelo tórax, abdômen e bacia com seu irmão, Arthur Brandão. Os gêmeos foram preparados por cinco anos para a cirurgia de separação que ocorreu na última terça-feira (24/2). A cirurgia durou 14 horas e 51 profissionais trabalharam no caso, liderados pelo cirurgião pediátrico Zacharias Calil.

O gêmeo Arthur acabou não resistindo e faleceu no dia 27 de fevereiro, às 23h50, após sofrer duas paradas cardíacas. Os pais optaram por enterrar a criança na Bahia, onde a família mora.

Deixe um comentário