Neste momento, há uma equipe concentrada nas intermediações do Parque Flamboyant, porém, previsão é de que percorram outros pontos estratégicos da capital ao longo do dia

Foto: Divulgação

A Guarda Civil Metropolitana (GCM) realiza, na manhã desta quarta-feira, 24, a primeira ação efetiva de fiscalização quanto ao uso das máscara de proteção na capital. A atuação desses profissionais acontece em decorrência da assinatura do decreto municipal que prevê a aplicação de multa, no valor de R$ 637,00, a quem transitar em vias públicas sem a proteção.

O comandante geral da GCM, Wellington Paranhos, explicou ao Jornal Opção que, neste momento, há uma equipe concentrada nas intermediações do Parque Flamboyant, porém, a previsão é de que percorram outros pontos estratégicos da capital ao longo do dia. “Ontem, passamos o dia reunidos justamente para traçar o planejamento que será cumprido hoje e nos demais dias em que o decreto vigorar”, disse.

Segundo Paranhos, a intenção da Guarda não é multar o cidadão, mas orientá-lo sobre a importância do uso da proteção ao sair de casa. “As pessoas precisam entender que a máscara é algo que precisa estar no corpo, assim como uma camiseta, por exemplo. Agora é um item essencial e indispensável para circulação na cidade. A princípio, orientamos aqueles que estão sem proteção, caso haja resistência ou desobediência é que aplicamos a multa prevista no decreto”, explicou.

Até o momento da entrevista a GMC não havia aplicado nenhuma multa apesar de, segundo o comandante, ter realizado diversas abordagens nas redondezas do Parque Flamboyant, localizado no setor Jardim Goiás.