Futuro presidente da Fieg diz que Indústria e Comércio não deveriam estar em superministério de Bolsonaro

Sandro Mabel, no entanto, vê com bons olhos a fusão do Ministério da Fazenda com Planejamento

Foto: Divulgação

Em entrevista ao Jornal Opção, o empresário Sandro Mabel, presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) a partir de 2019, disse que incluir Indústria e Comércio em superministério da Economia é errado. A fusão das pastas da Fazenda, Planejamento, Indústria e Comércio foi anunciada na terça-feira (30/10) pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

Para Sandro, fundir o Ministério do Planejamento e da Fazenda é importante estrategicamente. “No governo Temer só não existia uma fusão no papel, mas as duas pastas já caminhavam juntas, então fundir agora é muito bom”, disse.

No entanto, criticou a inclusão da Indústria e do Comércio. “Colocar essas duas pastas junto com a Fazenda é muito errado”, opinou. Para ele, isso pode possibilitar que a Fazenda acabe bloqueando as atividades desenvolvimentistas da Indústria e do Comércio.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

jANSEN JOSÉ C E DA SILVEIRA

Não começar a colocar defeito no que o Presidente eleito está fazendo. Enxugar os ministérios é uma forma de conter privilégios. Daqui a pouco vão querer o Ministério do Leite, o Ministério da soja, o Ministério das Farmácias e por aí vai. Apoie as ideias, o que o cara quer fazer é cortar mordomias.