Fundo de Previdência de Formosa foi alvo de desvios entre 2012 e 2016, aponta MP

Total do prejuízo causado aos cofres públicos até o momento é estimado em aproximadamente R$ 12 milhões

Foto: Reprodução

Segundo apuração do Ministério Público, ao longo dos anos de 2012 a 2016, os gastos realizados pelo Fundo de Previdência em Formosa atingiram somas totalmente abusivas e desproporcionais com a sua estrutura. As investigações culminaram na Operação Mossad, deflagrada pelas 2ª e 6ª Promotorias de Formosa na manhã desta terça-feira, 23.

Foram cumpridos nesta manhã, quatro mandados de busca e apreensão nas residências de três ex-secretários de administração e de uma ex-gestora do Fundo Próprio de Previdência envolvidos na prática de atos de improbidade administrativa, e desvio de recursos públicos no município de Formosa.

Na base dos desvios foram identificados fracionamentos ilegais de despesas e falta de processos licitatórios. Também foi constatado, em razão de investimentos em fundos podres, um prejuízo de mais de R$ 9 milhões.

Com relação a este último fato, dois dos investigados já respondem a processo criminal que teve origem na Operação Miquéias da Polícia Federal. O total do prejuízo causado aos cofres públicos até o momento é estimado em aproximadamente R$ 12 milhões. (Com informações do MP-GO)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.