Fundação que quer assumir Huana acusa dificuldades de contrato na instituição

Atual gestão encerrou parceria com o Governo por falta de acordos

Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (Huana) | Foto: divulgação

Após a atual organização que atua na gestão do Hospital de Urgências de Anápolis (Huana) decidir encerrar a parceria com o Governo de Goiás por falta de acordos. Um novo processo seletivo para a gestão deve ser publicado nas próximas semanas. Fundação ligada à UniEvangélica demonstra interesse.

Questionado pelo Jornal Opção o porquê do interesse, já que a antiga OS abandonou a gestão por falta de acordo, o presidente da Fundação Universitária Evangélica (Funev), Doutor Cecílio Alves, disse entender que “o hospital é da região de Anápolis, e a função dele é atender a população da cidade”.

“Somos de Anápolis, somos da UniEvangélica, temos interesse na sociedade anapolina e na região”, disse. Sobre a situação da unidade, ele afirma que ainda não sabe dizer, mas que são evidentes as dificuldades contatuais. Apesar disso, a fundação insiste em concorrer ao edital de chamamento.

Segundo ele, o Estado já publicou no Diário Oficial, mas ainda não especificou como será esse processo seletivo. O interesse já foi manifestado aos vereadores da Câmara Municipal de Anápolis ainda no início da semana.

Já o reitor da UniEvangélica, Carlos Hassel disse acreditar que a organização tem condições para pleitear a gestão e destacou a importância da Funev ser de Anápolis. “Inadmissível não aceitar esse desafio e permitir que instituições de fora venham gerir algo que é de Anápolis”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.