Frigorífico da JBS em Senador Canedo corrige irregularidades e volta a funcionar

Unidade foi interditada dias após vazamento de amônia deixar mais de 40 funcionários intoxicados

O frigorífico da empresa JBS, localizado no município de Senador Canedo, foi liberado para funcionamento por volta das 17 horas desta sexta-feira (23/9). A unidade havia sido interditada na última quinta (22) por auditores fiscais ligados à Superintendência do Ministério do Trabalho em Goiás.

Em nota, o órgão afirma que a JBS corrigiu as irregularidades apontadas e apresentou relatório com a assinatura do engenheiro técnico responsável. “Após análise criteriosa dos documentos e verificação ‘inloco’, a interdição foi levantada e o frigorífico voltou a funcionar de maneira plena”, informa o comunicado.

Nesta semana, um vazamento de amônia deixou mais de 40 funcionários intoxicados, fazendo com que a superintendência optasse por interromper o sistema de tubulação que opera gases tóxicos na unidade. De acordo com o auditor fiscal Rogério Silva Araújo, que integrou a equipe de fiscalização, os funcionários ainda estariam sujeitos a novos vazamentos.

Ainda na noite de quinta-feira, a empresa JBS encaminhou nota à imprensa na qual afirmava que os itens apontados pela fiscalização já constavam no plano de ação da companhia e que atenderia todas as determinações dentro dos prazos. Segundo a empresa, no entanto, o vazamento de amônia não teria relação com auditoria realizada pelo Ministério do Trabalho.

Deixe um comentário