Frentistas paralisam atividades nesta terça-feira, 19

Entre reivindicações, está data-base, desatualizada há dois anos, e direitos como plano odontológico e cesta básica

Após tentativas e acordos entre Sindicato dos Empregados em Postos de Combustíveis de Goiás (Sinpospetro Goiás) e o Sindicato Patronal (Sindiposto), foi definido greve geral dos frentistas, com o intuito de reaver direitos suspensos durante período de pandemia.

O primeiro ato de paralização acontece nesta terça-feira, 19, à partir das 12 horas, no Auto Posto Bessa, localizado no endereço Av. Euclides da Cunha, S/N, quadra 1 a 18 em Aparecida de Goiânia. (link com a localização abaixo).

Entre as reivindicações, está a data-base, desatualizada há dois anos, e direitos como o plano odontológico e a cesta básica.

“Tentamos diversas vezes entrarmos em acordo, porém os empresários continuam relutantes em devolver os direitos que foram retirados dos trabalhadores, por isso, optamos pela greve, que terá o primeiro ato público nessa terça-feira”, disse, Hélio Araújo, presidente do Sinpospetro-GO

Os manifestantes da categoria planejam utilizar faixas, bottons, materiais de divulgação para conscientizar a população sobre os direitos das categorias dos frentistas que foram removidos durante a pandemia.

Hélio Araújo reiterou a importância da participação dos trabalhadores. “Contamos com a presença de todos trabalhadores associados ao sindicato, da imprensa e da sociedade goianiense e goiana. Nossa luta é contínua e é necessário que o trabalhador apoie o sindicato nessa luta pela retomada de nossos direitos”, afirmou.

Relembre

Em dezembro do ano passado foi aprovado em assembleia geral extraordinária o início da greve dos trabalhadores de postos de combustíveis. No entanto, durante as negociações, o Ministério Público do Trabalho (MPT) solicitou que houvesse mais uma tentativa de conciliação entre o Sinpospetro e o Sindicato Patronal.

Desde então, passado mais de 45 dias, não houve conciliação entre trabalhadores e empresários donos de postos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.