Frente Brasil Popular pede liberdade de Lula na Paulista

Movimentos sociais de esquerda realizam festival em São Paulo contra a prisão do petista

Guitarrista Edgard Scandurra (Ira!) se apresenta no Festival Lula Livre | Foto: Augusto Diniz/Jornal Opção

De São Paulo

Oficialmente sem ligação partidária, a Frente Popular Brasil realiza na tarde deste domingo (16/9) o Festival Lula Livre, no qual pessoas e movimentos sociais de esquerda pedem a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que cumpre prisão preventiva desde 7 de abril por condenação em segunda instância por crimes relacionados ao caso do tríplex no Guarujá (SP).

Um trio elétrico foi colocado na Avenida Paulista, esquina com a Rua Bela Cintra, onde músicos como Aíla e Umanomanos já se apresentaram. Neste momento, Edgard Scandurra (Ira!) é quem faz show em apoio ao movimento Lula Livre.

Ainda se apresentarão dezenas de artistas, entre eles Ana Cañas, Marcelo Jeneci, Otto, Chico César, Francis e Olívia Hime até as 17 horas.

Bandeiras de partidos e cabos eleitorais de PT e outra siglas de esquerda e centro esquerda estão no meio do público e aproveitam para distribuir material de campanha dos seus candidatos.

Apesar de ser um dia de tráfego de veículos impedido na Avenida Paulista, os organizadores foram multados em R$ 10 mil pela fiscalização municipal. Parte dos espaços ocupados pela plateia obstrui o traçado das duas ciclovias.

De acordo com a Polícia Militar, a multa pode ter sido aplicada pela Prefeitura de São Paulo por barulho, obstrução das ciclovias ou não avisar previamente a realização do evento.

Até o momento, ninguém usou os microfones para pedir voto a qualquer candidato. Na rua, pessoas distribuem máscara de Lula da Silva.

O coro “Lula livre” é puxado com frequência pelos presentes.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.