“Fórum pelo Empreendedorismo vai aquecer a economia de Goiás”, afirma Marconi

Vinculado à SED, Fórum tem função de orientar e monitorar políticas públicas que estimulem a abertura de empresas no estado

Foto: Humberto Silva

Para governador, Fórum planta ações para o futuro | Foto: Humberto Silva

O governador Marconi Perillo (PSDB) apresentou na tarde desta segunda-feira (1º/8) o Fórum Permanente pelo Empreendedorismo, criado pelo Governo de Goiás para estimular a criação e formalização de empresas no estado. O Fórum será presidido pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Maronezi, e terá como vice-presidente Rafael Lousa, presidente da Junta Comercial de Goiás (Juceg).

Um dos principais eixos para a criação do Fórum é o alcance dos objetivos do Programa Goiás Mais Competitivo, apresentado em novembro do ano passado e que pretende criar uma agenda que insira Goiás entre os estados mais competitivos do país. A solenidade que foi realizada no Palácio Pedro Ludovico Teixeira também deu posse às entidades e aos grupos que estarão vinculados ao grupo.

As ações do Fórum Permanente pelo Empreendedorismo, composto por autoridades do Executivo e representantes de entidades da sociedade civil, estarão integradas também ao Programa Goiás Mais Empreendedor, que tem a intenção de democratizar as oportunidades a quem quer empreender em Goiás. 

“Esse fórum vem em boa hora. Nós estamos entrando agora na fase de novos investimentos e, com esse fórum, vamos ajudar a aquecer ainda mais a economia. Mas, além das ações do Estado e dos grandes empreendimentos, é importante a gente trabalhar políticas públicas focadas nos pequeno, micro e médios empreendedores e, principalmente, na questão da revitalização empresarial”, ressaltou Marconi.

O governador afirmou que Goiás começa a esboçar, muito à frente do Brasil, os sinais da recuperação econômica, a exemplo da liderança na geração de empregos formais no primeiro semestre deste ano – segundo o Ministério do Trabalho e Previdência Social, foram criadas 16,6 mil novas vagas de trabalho entre janeiro e julho.

O governador avaliou ainda que é preciso que os membros do fórum sistematizem o cronograma de reuniões, de debates e de ações para que o decreto de criação do grupo não fique restrito à publicação no Diário Oficial do Estado.

Marconi se prontificou, inclusive, a participar de reuniões periódicas do fórum. “Eu gostaria de ser convidado, pelo menos a cada dois meses, para participar de reuniões e ver como as coisas estão indo”, disse.

Vinculado à Secretaria de Desenvolvimento (SED), o Fórum Permanente pelo Empreendedorismo funcionará como uma rede de atuação integrada composta por órgãos do governo, entidades de classe e sociedade, que dará suporte aos empreendedores em 12 regionais do Estado. “Esse trabalho, junto ao Inova Goiás e o Goiás Mais Competitivo, pode ser decisivo para apressarmos o caminhar na direção do incremento da riqueza bruta do Estado”, acredita Marconi.

Participaram também da solenidade o vice-governador José Eliton; o agora vice-presidente do Fórum, Rafael Lousa; o diretor-superintendente do Sebrae Goiás, Igor Montenegro; os secretários Joaquim Mesquita (Segplan), Luiz Maronezi (SED), João Furtado (Casa Civil) e Luiz Alberto Oliveira (Articulação), entre outras autoridades.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.