Força-tarefa apresenta mais um suspeito de estupros na Região Metropolitana

Polícia Civil espera que novas vítimas possam reconhecer o suspeito

Foto: Divulgação

Dando sequência às investigações realizadas pela força-tarefa instituída para esclarecer casos de estupros em série ocorridos em Aparecida de Goiânia e Região Metropolitana, a Polícia Civil do Estado de Goiás apresentou nesta sexta-feira, 27, Jackson Fernandes Santos, de 26 anos, com o intuito de identificar outras vítimas do suspeito, que está preso desde o dia 17 de setembro. O indiciado é apontado como autor de dois estupros e também suspeito de ter roubado e estuprado uma menor.

De acordo com as investigações, Jackson foi responsável pelo roubo e estupro da vítima V. S. S. ocorrido no dia 30 de agosto último, no Setor Jardim dos Girassóis. Na ocasião, o suspeito teria abordado a vítima a pé e, após roubar seu celular e a ameaçar de morte, a levou até um terreno baldio e praticou o estupro. A vítima o reconheceu fotograficamente e pessoalmente. Além disso, imagens de monitoramento colhidas no local flagraram o autor no momento da prática do crime.

Em outro caso, ocorrido no dia 17 de junho passado, Jackson atacou a vítima M. V. S. C., no Bairro Terra Prometida, desta vez usando uma motocicleta. Na ocasião, ele abordou a vítima, subtraiu seu celular e a obrigou a ir para um local ermo, onde a constrangeu a praticar sexo com ele. Durante o ato, temendo ser visto, ele a ameaçou de morte e a levou para outro local, onde continuou a prática do estupro. Antes de deixar a vítima, o autor novamente a ameaçou dizendo que sabia onde ela morava e que, portanto, não denunciasse o crime.

Após recolhidos todos os elementos de informação que apontavam Jackson como autor, a Polícia Civil representou pela prisão preventiva do investigado, bem como pela busca e apreensão em sua casa, onde foram apreendidos vestimentas e o veículo usado por ele no crime contra a vítima.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.