Foragido, Cesare Battisti tem extradição determinada pelo presidente Michel Temer

O italiano, condenado em seu país de origem por quatro assassinatos nos anos 1970 está em ‘local incerto e não sabido’

Cesare Battisti, em 2015 | Foto: Nacho Doce/Reuters

Depois da ordem de prisão cautelar determinada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, foi a vez do presidente Michel Temer agir contra o italiano Cesare Battisti, condenado na Itália por quatro assassinatos nos anos 1970. Temer decidiu, nesta sexta-feira, 14, extraditar o homem, que é considerado foragido. As informações são da colunista Naira Trindade do jornal ‘Estadão’.

O italiano está em ‘local incerto e não sabido’ e é considerado foragido. Há uma investigação em andamento para localizar Battisti e, de acordo com a jornalista, a decisão do presidente está tomada e deve ser publicada ainda nesta sexta-feira.

Em 2010, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou procedente o pedido de extradição feito pela Itália três anos antes, mas deixou a palavra final para o presidente da República que, na época, era Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Lula negou, no último dia de mandato, entregar Battisti.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.