Fora da Segurança Pública, Joaquim Mesquita diz que não deixa frustrações

Em entrevista, o secretário afirmou que já era esperada sua saída da pasta e disse que ficará mais focado em “atividades administrativas”

Agora, Joaquim Mesquita é titular da Segplan | Foto: Larissa Quixabeira

Agora, Joaquim Mesquita é titular da Segplan | Foto: Larissa Quixabeira

Tomam posse, na manhã desta quinta-feira (25/2), os três secretários da gestão estadual, que trocaram de pastas após anúncio do governador Marconi Perillo (PSDB), na última quarta-feira (24). Joaquim Mesquista, que deixou a Segurança Pública para se dedicar à pasta de Gestão e Planejamento, afirmou, em entrevista, que “não deixa frustrações”.

“Essa palavra, frustração, não existe na minha vida. Sou abençoado em cada um dos passos que dou e agradeço a oportunidade do governador Marconi me dá ao permitir que eu participe de sua gestão. Isso só me enobrece”, afirmou.

Segundo o secretário, ele deixa a pasta de Segurança Pública com grande reconhecimento à sua gestão e aos resultados por ele alcançados em um processo que vem de gestões anteriores.

Quem fica no lugar de Joaquim Mesquita na SSP é o vice-governador José Eliton. O ex-titular acredita que o tucano, que até então estava à frente da Secretaria de Desenvolvimento, fará um trabalho de “aperfeiçoamento e dinamização” na pasta, buscando “resultados mais expressivos”.

Nova missão

Para Joaquim, a grande e principal diferença da troca é que ele ficará focado em atividades “mais administrativas”. “A gestão das atividades é similar. Temos gestão de recursos e de pessoas. Mas, agora, parece que você consegue sair do fronte externo e ficar em uma atividade mais administrativa”, contou, durante solenidade no Auditório Mauro Borges do Palácio Pedro Ludovico Teixeira.

Em entrevista, ele afirmou que ainda não pode se inteirar sobre os detalhes da atual situação da Segplan, pois, desde ontem, está focado em transmitir ideias e sugestões ao vice-governador José Eliton. “Vou sentar com o secretário Thiago Peixoto e me inteirar sobre ações até então empenhadas por ele e promover a continuidade disso”, acrescentou.

Questionado se foi pego de surpresa com a troca de cargos, Joaquim Mesquista afirmou que já era esperada sua saída. “É evidente que qualquer gestão que já completou três anos, que era o meu caso, estava próxima de ser concluída. Se olharmos para trás, poucos secretários ficaram o tempo que fiquei”, explicou o titular.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.