Fora do coma, Schumacher “ainda viaja entre consciência e inconsciência”

A informação é da assessoria do hospital suíço para onde o ex-piloto foi transferido no último domingo (15)

Reprodução

Reprodução

Os fãs de automobilismo começaram a semana com a ótima notícia de que o heptacampeão de Fórmula 1 Michael Schumacher havia saído do coma em que se encontrava há quase seis meses. O alemão foi transferido para o Centro Hospitalar de Vaud, na Suíça, onde deu início ao processo de reabilitação. Passados alguns dias, a assessoria do hospital informou à imprensa que o ex-piloto ainda não consegue falar e que “viaja entre a consciência e a inconsciência”.

O boletim médico foi divulgado um dia após o jornal alemão Bild noticiar que Schumacher já se comunicava com os olhos.  Conforme a publicação, o ex-piloto ainda não conseguia se comunicar por meio da fala, mas, ao despertar, reagia às vozes dos médicos e dos familiares.

Confira na íntegra o boletim médico divulgado pelo centro hospitalar:

A transferência não significa que a condição melhorou consideravelmente nas últimas semanas. Ele ainda viaja entre a consciência e a inconsciência. No entanto, ele está tendo mais momentos conscientes do que em abril. Ele ainda não fala, mas já se comunica. Os médicos e a família falam com ele, mas ele acaba se cansando muito rapidamente, precisando de muito descanso. Então, esse processo é feito lentamente.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.