“Foi uma entrevista com intenção de denegrir minha imagem”, diz Valeriano após caso de agressão com jornalista

Desentendimento entre candidato do PSL, Valeriano Abreu, e equipe de jornalismo da Rádio São Francisco foi parar na delegacia. Candidato diz ter reagido às tentativas de tirarem sua mulher do estúdio e, principalmente, após ter sido empurrado ao deixar o estúdio

Foto: Reprodução

O candidato a prefeito de Anápolis pelo PSL, Valeriano Abreu, divulgou um vídeo nas redes sociais na tentativa de esclarecer a troca de agressões com o produtor Weber Witt, ocorridas na tarde da última quarta-feira, 14, na sede da Rádio São Francisco do município.

O diretor comercial da emissora, Carlos Roberto Alves, informou que o candidato ficou inconformado com uma pergunta e atacou o produtor de jornalismo, que já registou boletim de ocorrência e está passando por corpo de delito.

No entanto, a versão apresentada pelo candidato é outra. Segundo ele, foi um fato “lamentável” contra sua pessoa, sua esposa e seus assessores. “Foi uma entrevista com nítida intenção de denegrir minha imagem, de gerar desgaste em relação a nossa candidatura”, destacou.

Na sequência, o candidato do PSL disse que chamou a atenção o fato de que, durante a entrevista, o produtor tentou tirar sua esposa do estúdio. “Ao final da entrevista, ele segura na minha esposa tentando retirá-la do estúdio. Claro que diante de uma situação dessas ocorre uma irritação. Depois quis que eu saísse rapidamente e acabou por me dar um empurrão na saída do estúdio”, argumentou Abreu.

Após receber o “empurrão” do produtor da rádio, o candidato reagiu com uma cotovelada. “É claro que foi algo impensado, mas algo que não teve o objetivo de gerar qualquer lesão ao produtor que gerou toda essa situação”, justificou.

Ao final ele ainda argumentou que a rádio teria apresentado as imagens gravadas dentro do estúdio apenas. “Por que eles não apresentaram as imagens da recepção? Pedi ao delegado que apresente uma diligência para ter acesso a essas imagens pois quando estava saindo com minha esposa, de repente surge um funcionário da rádio que vem para cima de mim ao socos e pontapés. Se não fosse meu assessor para segurá-lo não sei o que teria acontecido”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.