Fohat Cia. de Dança estreia espetáculo Mazombo em Goiânia

Apresentação de dança contemporânea se apropria dos ambientes urbanos e do cerrado no processo de formação de identidade do “caipira metropolitano” 

Estreia em Goiânia na próxima quinta-feira (16/11) o espetáculo Mazombo de dança contemporânea, que trará para o palco do Teatro Goiânia, o ponto de vista do “caipira metropolitano” sobre a vida urbana. A apresentação da Fohat Companhia de Dança é inspirada no Cerrado e em elementos que representam o centro do Brasil.

Hugo Vaz, produtor do projeto | Foto: reprodução

Em entrevista ao Jornal Opção, o produtor Hugo Vaz, responsável pelo projeto Mazombo, explicou o conceito por trás do que será materializado no palco. “A temática principal é esse sentimento de não pertencimento do ‘caipira metropolitano’, que nós identificamos como uma nova condição sócio-cultural inerentes às grandes cidades do interior dos País, sendo Goiânia uma das principais representantes dessa nova configuração urbano-territorial do Brasil”, explanou.

Mazombo é um conceito do Brasil colônia para designar filhos de europeus nascidos na colônia. O projeto musical, que já existe desde 2012 conta com a participação de cerca de 15 músicos, em sua maioria goianos. Ao longo do tempo, foram dois álbuns lançados pelo projeto, que agora se materializa também no espetáculo de dança.

“Esse sentimento de não pertencimento é análogo à condição do caipira metropolitano, que tem essa origem rural, mas vive na metrópole. Todo o espetáculo e as músicas brincam com essa dualidade e fazem um retrato a partir desse ponto de vista”, explicou Hugo Vaz.

O projeto Mazombo conta com a participação do Grupo Vida Seca, que realiza há mais de 12 anos, um trabalho de desenvolvendo pesquisas sobre as possibilidades acústicas dos objetos, especialmente utilizando materiais reutilizáveis, do lixo e da sucata.

O espetáculo reúne coreografias de dança urbana e contemporânea em mais de uma hora de apresentação. No palco, 12 bailarinos se revezam na interpretação corporal da história que está sendo cantada.

A música, a ambientação e os figurinos todos remetem ao Cerrado e à brasilidade. “O Cerrado é uma fonte de identidade para nós”, disse o produtor. “Além de ser o cenário maior dessa ambientação urbana, o cerrado representa todo o discurso de resistência porque, apesar de estarmos no coração do Brasil, do ponto de vista da produção cultural, permanecemos à margem”.

A Fohat Cia. de Dança fica em cartaz nos dias 16, 17 e 18 de novembro no Teatro Goiânia e, em seguida, já se prepara para levar o espetáculo Mazombo para uma turnê pelo Brasil. De maio a outubro de 2018, já são 15 apresentações confirmadas em diversas cidades do País. Confira abaixo um trecho do ensaio.

Até a semana do espetáculo, os ingressos podem ser adquiridos pelo preço promocional (R$ 35,00 platéia inferior e R$ 25,00 superior) em qualquer uma das três unidades da escola Dançart Studio de Dança. Na bilheteria do teatro, os ingressos serão vendidos a R$ 40,00 plateia inferior e R$ 30,00 plateia superior.

Serviço:

Fohat Cia. de Dança apresenta: Mazombo

Data: 16, 17 e 18 de novembro

Local: Teatro Goiânia, Avenida Tocantins, Setor Central

Horário: 20h30

Ingressos antecipados: R$ 35,00 plateia inferior e R$ 25,00 plateia
Av. T03, Setor Bueno
Rua 22, nº 278, setor Oeste
Av. Jamel Cecílio com Rua 56, Brookfield Towers- Jardim Goiás
Fone: (62) 3251-9190

Na bilheteria do teatro: R$ 40,00 plateia inferior e R$ 30 plateia superior

Parte da bilheteria será destinada ao Solar Colombino de Bastos

Deixe um comentário

wpDiscuz