Fiscalização por câmeras segue sem previsão de expansão em Goiânia

Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT) chegou a informar que o Corredor Universitário poderia receber as câmeras até o final de 2017

A expansão da controversa fiscalização por videomonitoramento para outras áreas da capital, nos moldes do que já acontece no entorno no Parque Vaca Brava desde o dia 17 de julho de 2017, segue sem previsão de quando vai acontecer.

Em novembro do ano passado, a Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT) chegou a informar que o Corredor Universitário, compreendido pela Avenida Universitária e Rua 10, receberia as câmeras de fiscalização ainda em 2017.

O fato, no entanto, não se concretizou e agora, de acordo com a assessoria de imprensa da SMT, não há nenhuma previsão de quando a expansão do videomonitoramento deve acontecer. O órgão diz que está em período de “adaptação” com o início do novo ano e que está “lidando com outras prioridades”.

Segundo a SMT, além do Setor Universitário, as regiões do Aeroporto de Goiânia, da Rua 44 e do Setor Campinas também passarão a contar com a fiscalização feita por câmeras.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.